Conecte-se conosco

Boas notícias

Com causa indefinida, vitiligo atinge cerca de 1 milhão de brasileiros

Publicado

em

Cuidados e acompanhamento médico ajudam o paciente a levar uma vida mais tranquila e saudável

A participação da mineira Natália Deodato no Big Brother Brasil 22 levantou diversas discussões sobre o vitiligo. Além das muitas dúvidas sobre como a doença se desenvolve e os principais cuidados que se dever ter, surgiram questionamentos sobre a qualidade de vida e a saúde emocional de quem vive com essas pequenas lesões espalhadas pelo corpo.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, o vitiligo atinge cerca de 0,5% da população mundial. No Brasil, mais de 1 milhão de pessoas possuem diagnóstico da doença, que é identificada pela perda total da pigmentação em partes da pele. A patologia, que não é contagiosa, mesmo não tendo uma causa específica e definida, pode se desenvolver em qualquer pessoa a partir da ansiedade, do estresse, do trauma físico e pelo contato com algumas substâncias químicas.

“A doença ocorre através da destruição das células que são responsáveis pela produção de melanina: os melanócitos”, explica a Dra. Larissa Abreu, formada em medicina pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), especialista em dermatologia e uma das profissionais do corpo clínico da Áurea Dermatologia Integrada. A médica pontua que não existe cura para o vitiligo, mas que pode ser feito o controle e a repigmentação das áreas acometidas, através de tratamento e acompanhamento médico.

O surgimento das manchas pode acontecer em qualquer idade. Geralmente, a lesão é de coloração branca, mas sem nenhum outro sintoma associado. Não coça, nem arde, mas são mais sensíveis à exposição ao sol. “Não existem maneiras de prevenir o surgimento da doença, somente a avaliação médica determinará o diagnóstico”, comenta a Dra. Larissa Abreu.

Os cuidados após o diagnóstico são essenciais para evitar lesões devido à exposição excessiva ao sol. O paciente pode levar uma vida normal, porém, precisa estar atento aos cuidados específicos para traumas mecânicos. De acordo com a dermatologista, é necessário evitar o uso de roupas muito justas, controlar o estresse e evitar contato com substâncias derivadas do fenol, por exemplo.

“É de suma importância que o paciente mantenha os cuidados de proteção, como o uso do protetor solar na face e no corpo, roupas de proteção UV, óculos escuros, chapéus e bonés, e evitar a exposição em horários de maior incidência de radiação UV, ou seja, entre as 10 e as 16 horas”, alerta a dermatologista.

 

Vitiligo e Albinismo

 

Em uma das suas conversas no BBB 22, Natália afirmou que com o passar do tempo a pessoa diagnosticada com vitiligo poderia chegar ao estágio do albinismo. No entanto, essa afirmação é equivocada, uma vez que as doenças não têm relação entre si e são desenvolvidas devido a fatores genéticos diferentes.

Diferente do vitiligo, em que ocorre a perda da coloração da pele, no albinismo o indivíduo não produz melanina, ou seja, os melanócitos, responsáveis pela produção da pigmentação da pele.

“No vitiligo, as células que produzem a melanina são destruídas, já no albinismo as células estão lá, mas não conseguem produzir o pigmento. No vitiligo, nem todo paciente terá acometimento do corpo inteiro, a doença pode ser localizada ou generalizada”, detalha Dra Larissa Abreu.

 

Autoestima

 

Natália foi diagnosticada com vitiligo quando criança, aos 9 anos de idade, e no início tentava esconder as manchas. Esse sentimento de vergonha e mal estar estético acomete grande parte dos pacientes. No entanto, nomes como Sophia Alckmin, Luiza Brunet e a top model Winnie Harlow exaltam a beleza das pessoas com vitiligo.

 

Para a dermatologista Larissa Abreu, reconhecer e valorizar a singularidade de cada pessoa é fundamental para a quebra de estereótipos e valorização da beleza única que se manifesta através das diferenças. Com a popularização da internet e a reformulação dos padrões estéticos, por exemplo, temos visto, cada vez mais, representatividade em produtos comerciais e isso tende a gerar um impacto positivo na autoestima dos pacientes.

 

“Cada ser humano é único e belo com todas as suas diferenças e peculiaridades, e é justamente isso que nos torna únicos. Imagine só se fôssemos todos iguais, qual seria a graça?! Cada sinal, cicatriz, mancha, assimetria, fazem parte da história de cada um de nós, e devem ser valorizadas e respeitadas como marcas de uma trajetória que culminaram na nossa melhor versão”, opina a dermatologista completando: “mesmo assim, apesar de tudo, é sempre válido realizar consultas com uma dermatologista para fazer o tratamento e entender o que está acontecendo”.

Continuar Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Boas notícias

Obra traz roteiro com orações e textos bíblicos para rezar a Quaresma de São Miguel Arcanjo

Publicado

em

“Miguel tem a tarefa de apresentar as almas humanas perante Deus; por isso devemos venerá-lo mais do que a outros anjos” (São Francisco de Assis)

Publicada pela PAULUS Editora, a obra “Quaresma de São Miguel Arcanjo 2022” visa auxiliar os fiéis que procuram realizar a Quaresma de São Miguel Arcanjo, que tem se tornado popular no Brasil. Este período forte de oração tem início no dia 15 de agosto, com a Solenidade da Assunção da Bem-Aventurada Virgem Maria, e termina no dia 29 de setembro, data em que a Igreja Católica celebra a Solenidade dos Arcanjos Miguel, Rafael e Gabriel.

São Miguel Arcanjo é, definitivamente, o anjo mais importante do coro celeste. Sua atuação junto aos anjos simboliza o triunfo do bem sobre o mal, presente na história da criação e também na batalha final, conforme narra o livro do Apocalipse (12,7-8). O que sabemos sobre São Miguel, além do que consta nas Sagradas Escrituras, é obtido através da angelologia e por meio de relatos encontrados na história dos santuários erguidos em sua homenagem.

O organizador da obra, Danilo Alves Lima, ssp, ressalta que apesar deste período específico, a Quaresma de São Miguel pode ser rezada em outros períodos do ano, desde que não interfira na vivência dos momentos litúrgicos mais fortes da Igreja. Segundo a obra, a Quaresma de São Miguel pode ser rezada de forma comunitária ou individual. Recomenda-se ter um espaço para a oração, com um altar e uma vela. Porém, mais importante do que o exterior, é aquilo que é vivido no interior da pessoa que se propõe a rezar. “Mais importante é colocar-se na presença de Deus, com o firme propósito de promover o bem e combater o mal, começando pelo esforço de ser uma pessoa melhor”, recomenda o organizador.

Para cada dia da Quaresma, a publicação traz um trecho de um Salmo, uma antífona, um  texto bíblico do Antigo ou Novo Testamento, seguido de uma breve meditação. Além disso, há um roteiro oracional para ser usado no início de cada dia, que inclui a oração inicial, a ladainha e a consagração a São Miguel Arcanjo, encerrando com a bênção final.

Ao final da obra, o leitor ainda encontra a oração do Terço de São Miguel Arcanjo e uma reflexão do Papa Francisco sobre o tema da oração. “Quem quiser rezar deve lembrar-se de que a fé não é fácil, e por vezes procede na quase total obscuridade, sem pontos de referência. Há momentos da vida de fé que são obscuros e, por isso alguns santos os definiram como a ‘noite escura’, pois não se sente nada. Mas eu continuo a rezar”, recorda o Pontífice.

A publicação “Quaresma de São Miguel Arcanjo” está disponível em toda rede de Livrarias PAULUS presente em todo Brasil.
Confira os endereços em nosso site.

Ficha Técnica
Título: Quaresma de São Miguel Arcanjo 2022
Organizador: Danilo Alves Lima, ssp
Acabamento: Brochura
Formato: 13,5 (larg) x 21 (alt)
Páginas: 128
Áreas de interesse: Devocional
Link: https://bit.ly/3AgoUUM

Continuar Lendo

Boas notícias

Ibis Libris lança “Cartas da Irmã”, de Simone Braga, no próximo dia 1º (sexta), na Livraria da Travessa do Shopping Leblon, RJ.

Publicado

em

Por meio de cartas, livro vai ajudar muitas pessoas que sofreram perdas a encontrar conexão na lembrança e na espiritualidade.
 

Dentro da comemoração de seus 22 anos, a Ibis Libris lança um livro muito especial, “Cartas da irmã”, de Simone Braga – um diálogo, por meio de cartas, entre duas irmãs, uma delas levada pelo COVID, que vai ajudar muitas pessoas que sofreram a perda de seus entes queridos durante a pandemia, ou que perderam seus familiares por algum outro motivo, a compreender que os sentimentos e as conexões persistem na lembrança, no coração e na espiritualidade.

As conversas através das cartas  mostram como a esperança, o altruísmo e  o amor podem ser o melhor caminho para lidar com as perdas que nos foram impostas durante a pandemia, o distanciamento temporário e o definitivo, de forma sublime, quase como uma oração. “Cartas da Irmã” será lançado no dia 1º de julho, na Livraria da Travessa do Shopping Leblon, RJ, a partir das 19h, com a presença da autora.

SOBRE O LIVRO

“O objetivo do livro Cartas da irmã é compartilhar com todos vocês um pouco do momento que vivi com o falecimento de minha irmã Marlise Braga. Ela faleceu de Covid-19, aos 56 anos, em 14 de abril de 2020, no Rio de Janeiro. Tudo aconteceu muito rápido. Na primeira semana da quarentena (em 17 de março de 2020), minha mãe, de 81 anos, ficou doente e, em seguida, minha irmã adoeceu também. As duas foram para o hospital juntas. Minha mãe, hoje com 82 anos, retornou alguns dias depois para casa, mas minha irmã, não. Acabou falecendo e, segundo os médicos, ela teve várias complicações em diversos órgãos por conta da Covid-19.

Mas meu real objetivo com este pequeno livro, Cartas da irmã, é ajudar muitas pessoas que sofreram a perda de seus entes queridos durante a pandemia, ou que perderam seus familiares por algum outro motivo. Aprendi que a melhor conexão que podemos fazer com nossos queridos é a partir de nós mesmos. Assim como conversamos diretamente com Deus em nossas orações, devemos orar e conversar com nossos queridos, que apenas não estão mais conosco fisicamente, mas continuam presentes no plano espiritual.

Cartas da irmã começou a ser escrito em 14 de junho de 2020, quando completaram dois meses do falecimento da minha irmã Marlise. Foi nosso primeiro contato por meio de cartas, logo após um sonho em que nos encontramos em seu despertar da passagem para o plano espiritual. Comecei a escrever e, quando acabei, coloquei assim: “Quer escrever? Escreva!” E, a partir daí, começou nossa troca de mensagens e nossa conexão por meio de cartas.” (Simone Braga)

Livro: Cartas da Irmã

Autora: Simone Braga

 
Editora: Ibis Libris Editora

ISBN 978-65-89331-39-1

360p.

Brochura

14x21cm

SOBRE A AUTORA

Simone Braga é gaúcha, nascida em Santana do Livramento. Foi criada pela mãe e pelos avós maternos na cidade de Piratini, no interior do Rio Grande do Sul. Formada em Comunicação Social com especialização em Jornalismo, na Universidade Católica de Pelotas, RS, é apresentadora e repórter de televisão desde 1989, onde começou a carreira na RBS TV PELOTAS/RS, emissora afiliada à TV Globo. Desde 1992, mora no Rio de Janeiro, onde trabalhou em várias emissoras de televisão, como Record, Canal Futura, TV Manchete, Rede TV, Multishow e Centro de Produção de TV Sesc Departamento Nacional. Durante 13 anos, foi Gerente de Projetos na TV UniverCidade, na Faculdade da Cidade/RJ. Além de realizar trabalhos como freelancer em projetos de empresas públicas e privadas, ministra cursos de técnicas de reportagem e oratória. Participa de ações sociais voltadas para pessoas com deficiência e tem uma grande parceria com a APAE RIO, onde, em 2021, inaugurou uma Sala de Leitura em homenagem à sua irmã Marlise Braga, que faleceu de Covid-19 em 2020. Atualmente, é repórter e apresentadora na Rio TV Câmara, emissora da Câmara Municipal do Rio de Janeiro.

Instagram:@simonebragatv

E-mail: simonebragatv@gmail.com

WhatsApp: 21-98777-2025

SOBRE IBIS LIBRIS EDITORA

Ibis Libris é uma editora de primeiros livros de prosa e poesia, ficção e não ficção, infantis, juvenis e cultura em geral. Foi fundada em 18 de agosto de 2000 e hoje tem mais de 500 títulos publicados, principalmente de literatura. Sua fundadora, Thereza Christina Rocque da Motta, é poeta, editora e tradutora. Lançou “Joio & Trigo”, seu primeiro livro de poemas, em 1982. Tem 25 livros publicados, entre eles, “Capitu” (2014), “Breve anunciação” (2013) e “As liras de Marília” (2013). É membro do Pen Clube do Brasil e da Academia Brasileira de Poesia. Fundou a Ibis Libris em 2000, e criou o selo Bisbilibisbalabás em 2002. “Sheherazade” é seu primeiro livro de contos. Em 2021, criou o selo Maat somente para autoras. Este ano, comemora os 22 anos da Ibis Libris Editora.

Segundo Thereza Rocque da Motta, “a Ibis Libris foi criada para dar voz aos autores que desejam transformar seus sonhos em livros e, com isso, dividir com eles os seus sonhos, como o meu, de ter o seu livro e, posteriormente, uma editora para transformar sonhos em realidade. Hoje, tenho o orgulho de poder apresentar todo esse empenho de 22 anos para provar que a força da mulher está e sempre estará presente”.

Instagram: @ibislibris @tcrmotta


Thereza Christina Rocque da Motta
Ibis Libris
Editora
Rua Pereira Nunes, 395 cob. 1.701
Vila Isabel
20.541-022 Rio de Janeiro – RJ
Tel.: 21-3546-1007 / 96580-0499

Continuar Lendo

Boas notícias

Autora de distopia nacional estreia na Bienal Internacional do Livro de São Paulo

Publicado

em

A autora de livros de distopias nacionais, Anne C. Beker, marca sua primeira participação no principal evento literário da América Latina. A sessão de autógrafos da série distópica Subterrâneo será no dia 2 de julho, das 16h30 às 17h30, no Quiosque 3 da Travessa Literária. Em 2021, a escritora paulista lançou o primeiro volume, Ascensão, e agora lança o segundo, Revelação.

No primeiro livro, a civilização foi forçada a viver no subsolo, pois o ar tóxico causado pela poluição tornou a superfície inabitável.  Neste segundo, Caroline retorna à superfície, descobre que a Terra voltou a ser um lugar habitável e que as pessoas que ali chegaram criaram uma comunidade mais acolhedora e tolerante. O desfecho da história só se dará no terceiro livro, Revolução, previsto para 2023.

SERVIÇO
Bienal Internacional do Livro de São Paulo
Sessão de autógrafos Subterrâneo: Revelação
Quando: sábado, 2 de julho, das 16h30 às 17h30
Onde: Quiosque 3 da Travessa Literária
Localização: Expo Center Norte, Rua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme, São Paulo/SP
Mais informações e ingressoswww.bienaldolivrosp.com.br

Ficha técnica
Título
: Subterrâneo: Revelação – Livro 2
Autora: Anne C. Beker
ISBN: ‎ 978-6500382648
ASIN: B09WYM24HJ
Formato: 22×14 cm
Páginas: 290
Preço: R$ 9,90 (eBook) R$ 42,30 (físico)
Link de vendahttps://amzn.to/3NhoC3f

Sobre a autora: Anne C. Beker atua como médica endocrinologista pediátrica na capital paulista, cidade onde nasceu. Desde pequena apaixonada por livros e literatura. Iniciou escrevendo poesias e poemas, que não chegaram a ser publicados. Após muitas leituras e alguns cursos de técnica de escrita, decidiu se arriscar com algumas ideias e escreveu o primeiro livro “Revisitando o passado”. Desde então, não parou mais.

Redes Sociais:
Instagram
@bekerannec
Twitter@anne_beker

Continuar Lendo

Destaque