Connect with us

Hora de notícia

Festival Pausa Para Cena

Published

on

Governo Federal, Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura, Economia Criativa do Rio de Janeiro,
através da Lei Aldir Blanc, e Corbelino Cultural, apresentam:

“PAUSA PARA CENA – FESTIVAL LIBRAS NA TELA“

De 4 de a 10 de fevereiro, mostra de teatro no Instagram reúne produções criadas por mulheres na pandemia.

Espetáculos curtos e gratuitos na hora do almoço prestigiam talentos fora do “mainstream”, dando visibilidade à criação de artistas negras, trans e
de coletivos da periferia.

De forma inédita, a tradução e a interpretação simultânea em libras entra como composição da cena, ganhando destaque em toda a programação.

Instagram: @pausaparacena

De 4 a 10 de fevereiro, o PAUSA PARA CENA – FESTIVAL LIBRAS NA TELA apresenta uma programação de teatro on-line, reunindo 27 mulheres com atuação destacada em diferentes regiões metropolitanas do Rio de Janeiro. Todas as apresentações serão traduzidas para libras, tendo a intérprete dividindo o protagonismo com a artista. Ao todo serão 27 cenas, quatro por dia, sendo algumas inéditas. Idealizado pela atriz Monique Vaillé, o festival tem apoio do Governo Federal, Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura, Economia Criativa do Rio de Janeiro, através da Lei Aldir Blanc, e da Corbelino Cultural. A transmissão será gratuita, ao vivo pelo Instagram: @pausaparacena

Em espetáculos de 20 minutos, às 12h, 13h, 14h e 15h, diariamente, o festival PAUSA PARA CENA aborda temáticas variadas, como amor, autoestima, transrevolução, memória, tempo, maternidade, narrativas pretas, infância, palhaçaria e Brasil. E, em cada um deles, de forma pioneira, a tradução para libras ganhará destaque. “Queremos buscar a linguagem das libras como parceira de protagonismo em cada evento. O público verá dois acontecimentos na tela, simultaneamente e na mesma proporção: a artista e a intérprete, trabalhando juntas numa composição”, explica Monique.

O programa inclui coletivos e artistas com atuação destacada na cena cultural carioca, da Zona Sul à Baixada Fluminense. Estão lá Adrielle Vieira (Pretos Encena), Ana Luísa Cardoso ou a Palhaça Margarita (Cia d’Os Melodramáticos), Camila Moura (Entre Lugares Maré), Carolina Ferman (Deus Salve o Rei, da Rede Globo), Dandara Vital (Coletivo Transarte), Fernanda Dias (Os Ciclomáticos e Coletivo Negraação), Juliana França (Arcanjo Renegado, da Rede Globo, e Grupo Código), Monique Vaillé (Ocupação Ovárias), Natasha Corbelino (Coletivona), Verônica Bonfim (Elza – O Musical), Wescla Vasconcelos (Indianare), entre outras. Reunir somente mulheres no festival não é “coincidência”. Monique Vaillé é uma das idealizadoras da Ocupação “Ovárias”, indicada na categoria especial do Prêmio Shell por fomentar o protagonismo estético-político das mulheres; e do “Cenas Afora – Solos Femininos”, um dos primeiros projetos em artes cênicas do Rio de Janeiro a tratar de assuntos de movimento feminista. Além disso, junto com Carolina Godinho, ela integra a Coletivona, articulação de mulheres, idealizada por Natasha Corbelino, que assina a direção de produção desse festival junto com Monique.

Serviço
PAUSA PARA CENA – FESTIVAL LIBRAS NA TELA
Data: de 4 a 10 de fevereiro de 2021
Horários: 12h, 13h, 14h e 15h
Duração: 20 minutos
Local: Instagram @pausaparacena
Classificação etária: 16 anos
Tradução em libras
Gratuito

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Hora de notícia

Henrique & Ruan lançam “Tchauzinho” nas plataformas digitais

Published

on

Após o sucesso de “Beatriz”, dupla brasiliense aposta em projeto gravado em Goiânia

Nesta sexta-feira, 14, Henrique & Ruan lançam a canção “Tchauzinho” em todas as plataformas digitais. A faixa faz parte de um projeto gravado durante a quarentena com quatro faixas inéditas.

Quem é que nunca confundiu um “oi” com um “tchau”, não é mesmo? Mas nesta canção, enquanto ela finge para as amigas que já superou, Henrique e Ruan deixam bem avisado que: “tá vendo essa mãozinha, não tá te cumprimentando! Ela tá te dando tchauzinho”. Simples e direto, assim, para não restar dúvidas. “O processo de escolha do repertório foi todo nosso e de nossa equipe. Escolhemos para ser a primeira a lançar por ser bem descontraída, do jeito que nossos fãs gostam!” explica Henrique.

“Tchauzinho” é de composição de Felipe Pasoli, Pedro Fenomenal e Uyvenz e conta com a produção musical de Ivan Miyazato. O clipe foi gravado em Goiânia, no “Los Compadres”, um restaurante mexicano que estava aberto somente para a nossa equipe de gravação. “Gostamos da decoração do ambiente, é colorido, e tem uns traços fortes e românticos, com as flores! Ficou um contraste muito bonito, o clipe ficou bonito! Esperamos que todos gostem também, foi um trabalho que sentimos que todos se dedicaram muito!” conta Ruan.

Acompanhe Henrique & Ruan nas redes sociais: @henriqueeruan

Ouça aqui: https://ps.onerpm.com/9690805650

Assista aqui: https://youtu.be/Dtm7VDug_fs

Continue Reading

Hora de notícia

Santa Monica comemora Dia Nacional do Café com crescimento na colheita

Published

on

Santa Monica comemora Dia Nacional do Café com crescimento na colheita, em vendas e nas exportações

Pioneira na produção de café gourmet no Brasil, empresa fez lançamentos e investiu em e-commerce para atender o aumento do consumo na Pandemia

Há mais de três décadas que o Café Gourmet Santa Monica se destaca por seu pioneirismo e qualidade de seus produtos, sendo uma das primeiras marcas a produzir café gourmet no país. Durante esses anos consolidou sua expansão atuando no food service, ampliou sua linha de produtos com os lançamentos do café em cápsula e do Drip Coffee, inaugurando o conceito de café de bolso no Brasil em 2016 e investiu nos lançamentos dos cafés Orgânico e Intenso e na abertura de seu e-commerce para atender diretamente o consumidor.

Para iniciar a produção de café gourmet no país em 1985, a empresa apostou na seleção de mudas, instalou um sistema israelense de fertirrigação por gotejamento em sua Fazenda e aplicou oss avanços da biotecnologia para ter 60% da sua produção de grãos gourmet, um percentual superior ao de outras propriedades da região que colhem, em média, de 10% e 20% desse tipo de café. Esse resultado transformou a Fazenda Santa Monica em um modelo no segmento cafeicultor que vem sendo seguido por diversos produtores.

Na propriedade não se usa defensivos químicos e são aproveitados os recursos fornecidos pela própria natureza. Na Fazenda são utilizados produtos biológicos e processos naturais, apostando na inovação como a melhor arma para combater as pragas e aumentar a produção. Outros diferencial que também garante maior produtividade na Fazenda é o sistema Safra Zero.

Para manter o mesmo padrão de qualidade do café, a Fazenda Santa Monica utiliza uma máquina à laser com tecnologia de ponta que seleciona por tamanho e cor separando, grãos os vermelhos dos verdes e pretos.

Outra inovação é o uso de um secador estático para fazer a secagem pela ação do vento e calor durante 3 dias. Após esse processo, os grãos são transferidos para a outra caixa onde permanecem por mais 6 dias e só depois vão para o secador para a retirada de toda a umidade, antes de serem armazenados em greenbags.

Com certificações da Ascafea, UTZ, Emater, Brazil Speciality Coffee Association e da Certifica Minas Café, a marca produz cafés das espécies Novo Mundo e Catuaí que são utilizados tanto na produção de sua linha gourmet, quanto comercializados no mercado interno e exportados para diversos países.

DADOS DE MERCADO

Por ano são consumidas cerca de 400 bilhões de xícaras de café em todo o planeta, onde uma a cada 3 xícaras tem grãos produzidos no Brasil. A safra mundial é de 170 milhões de sacas por ano, sendo 60% arábica e 40% robusta.

Há 150 anos o Brasil detém os títulos de maior produtor e exportador de café, vendendo atualmente o produto para mais de 140 países. Em 2020, o país fechou o ano com market share de 39% do mercado global de café, produzido em 2,2 milhões de hectares ocupados por pés da fruta. Do café produzido por aqui, 40% são destinados ao consumo interno e 60% para exportação.

O mercado de café vem crescendo a cada ano, estimulado pela modernização das formas de consumo da bebida. Apreciado por diferentes faixas etárias, o café vem ganhando cada vez mais espaço por aqui com o crescimento do número de cafeterias que apostam na variedade das bebidas feitas com o grão.

Hoje, mais de 300 mil produtores cultivam o café no Brasil e centenas de municípios tem o café como principal fonte de receita. Minas Gerais concentra 75% da produção nacional de espécie arábica, café mais doce e valorizado. Já, o Espírito Santo é líder na produção de café conilon que vale menos no mercado. Os próximos estados do ranking, São Paulo, Bahia e Paraná priorizam o cultivo da espécie arábica.

Nossos principais compradores de café verde são Alemanha, Estados Unidos e Itália, e de torrado Estados Unidos, Argentina e Japão. Somos o maior exportador mundial de café de qualidade e o segundo maior consumidor da bebida, ficando atrás apenas dos Estados Unidos.

Consumimos cerca de 73 bilhões de xícaras de café por ano dentro de um mercado interno que vem crescendo, impulsionado pela onda de cafés especiais que teve início há 15 anos. Enquanto o mercado de café tradicional cresce 2% ao ano o de cafés especiais avança 7%, oferecendo produtos de alta qualidade com pontuações acima de 90 pontos pela SCA.

www.cafegourmetsantamonica.com.br

Instagram: cafesantamonica

Facebook: cafegourmetsantamonica

Fone: (11) 3855-8855

sac@cafesantamonica.com.br

Continue Reading

Hora de notícia

Grupo Educacional Bom Jesus celebra a data com missa on-line e ao vivo no dia 8 de maio

Published

on

Celebração intitulada “Mãe, nos bons caminhos você está presente”, será transmitida às 10h30 pelo canal do YouTube do Grupo

O Grupo Educacional Bom Jesus vai realizar no dia 8 de maio (sábado), às 10h30, uma missa para celebrar o Dia das Mães (comemorado no dia 9). A celebração (on-line e ao vivo) será aberta ao público, que pode assisti-la remotamente acessando o canal do Grupo no YouTube ou por meio deste link.

A missa será celebrada pelo presidente do Grupo Educacional Bom Jesus, Frei João Mannes, e pelo vice-presidente, Frei Mário José Knapik.

Apesar de todas as limitações que a pandemia impôs neste ano e também no ano de 2020, o Bom Jesus considera que não se pode deixar de lado uma data tão importante. Por isso, decidiu realizar a missa de maneira totalmente on-line, em respeito a todos os protocolos sanitários vigentes. O objetivo é evidenciar as mães como figuras fundamentais para as boas escolhas e agradecer cada uma por todos os momentos de auxílio, carinho e proteção que contribuem para que todos sigam sempre por bons caminhos. 

AGENDA:

O quê: Missa das Mães

Quando: 8 de maio (sábado) 

Horário: 10h30 

Transmissão:

Canal do YouTube do Grupo Educacional Bom Jesus: 

Clique aqui para acessar a live.

Continue Reading

Destaque

Copyright © 2021 ocimar.com. Todos os direitos reservados.