Conecte-se conosco

Gente

Cone Sul marca presença no Digitalks Expo 2023 com conteúdo sobre Blockchain e o registro nas plataformas digitais

Publicado

em

Dra. Vanessa Albuquerque, advogada e sócia da Cone Sul, abordará sobre o que diz a legislação a respeito da proteção de marcas nos meios digitais

A Cone Sul Marcas e Patentes, empresa com mais de 25 anos de atuação com registro de marcas, patentes e assessoria jurídica personalizada, tem presença confirmada no Digitalks Expo 2023, o principal evento sobre negócios no Universo Digital que acontece entre os dias 23 e 24 de agosto no São Paulo Expo. A advogada e sócia da empresa, Dra. Vanessa Albuquerque, trará explicações sobre Blockchain e o registro nas plataformas digitais.

A palestra acontecerá no dia 23 de agosto, às 15h55, no auditório de AnaMid. O tema “Blockchain: registro nas plataformas digitais”, visa destacar o avanço da tecnologia e sua capacidade de facilitar a conexão entre os usuários, tornando mais acessível a identificação da autoria de projetos e criações no ambiente digital. No entanto, nem todas essas criações podem ser exclusivamente protegidas através da tecnologia Blockchain. A Dra. Vanessa Albuquerque abordará as nuances da legislação relacionada ao uso da Blockchain na esfera da Propriedade Intelectual e fornecerá orientações sobre as melhores abordagens para proteger marcas e criações de maneira eficaz.

“A Blockchain é de grande valia e precisamos aproveitar os avanços tecnológicos. No entanto, se faz necessário a análise minuciosa quanto o que pode ou não ser protegido por meio desta, preservando a segurança do negócio”, ressalta a advogada.

Este ano, o Digitalks Expo fez uma parceria com a Growth Conference – evento direcionado a líderes executivos, gestores de mídia e grandes equipes, agências e consultores no setor de Marketing e Vendas – para trazer ainda mais repertório e conhecimento aos congressistas. A expectativa é reunir mais de nove mil executivos e líderes nos dois dias para 16 trilhas de conteúdos, 120 expositores e mais de 300 palestrantes, discutindo conteúdos sobre negócios, marketing e vendas.

A Cone Sul Marcas e Patentes, atua há mais de 25 anos no mercado e tem como objetivo proteger grandes ideias e ajudar a blindar marcas contra riscos inerentes a cada negócio. Sua presença no evento evidenciará a importância de entender as atualizações tecnológicas nos meios digitais e como proteger suas criações de forma precisa e eficiente.

Serviço

Cone Sul Marcas e Patentes na Digitalks Expo 2023
Quando: 23 e 24 de agosto
Onde: São Paulo Expo – Rodovia dos Imigrantes, 1,5 km – Vila Água Funda, São Paulo – SP, 04329-900
Palestra: Blockchain: registro nas plataformas digitais dia 23 de agosto às 15h55
Programação: https://digitalks.com.br/expo/agenda/

Sobre a Cone Sul Registro de Marcas e Patentes

A Cone Sul Marcas e Patentes tem mais de 25 anos no mercado. Fundada pela Dra. Maria Isabel Montañés tendo hoje como sócia a Dra. Vanessa Albuquerque, que possui também como braço jurídico a Montañés Albuquerque Advogados, ambas criadas para oferecer uma assessoria além do óbvio, protegendo grandes ideias e ajudando a blindar sua marca.

Para mais informações: https://www.conesul.com.br

Sobre a Dra. Vanessa Albuquerque

Advogada, conciliadora nomeada do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. Pós-Graduada em Direito e Processo do Trabalho. Associada ao IBDFAM (Instituto Brasileiro de Direito da Família). Gestão de atendimento ao cliente. Sócia e Diretora de Novos Negócios da Cone Sul. Avaliação de procedimentos internos e administrativos e jurídicos perante o INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial). Gestora de marcas e agente de propriedade industrial. Diretora de Sustentabilidade e Empreendedorismo Feminino no projeto “Digital por Elas” da AnaMid (Associação Nacional do Mercado e Indústria Digital).

LinkedIn: https://www.linkedin.com/in/vanessa-albuquerque-1656b728/

Continuar Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gente

Afinal, é mais fácil ser contratado estando empregado ou desempregado?

Publicado

em

Especialista levanta discussão sobre preferência do mercado

Na sua opinião, as empresas preferem contratar profissionais empregados ou desempregados? Segundo Caio Infante, vice-presidente regional (LATAM) da Radancy e um dos co-fundadores da Employer Branding Brasil, muitas companhias que se dizem modernas e inclusivas ainda preferem “roubar” talentos de outras companhias em vez de dar uma oportunidade para quem está na luta há meses e até anos. “Tem muita gente boa por aí que foi desligada de seus empregos nos últimos anos e que merece novas oportunidades. O processo seletivo ideal deve listar tanto os talentos empregados como os desempregados, afinal, os dois perfis apresentam pontos positivos para a empresa quando contratados”, afirma o especialista.

Se, por um lado, os profissionais empregados mostram mais confiança nas entrevistas de emprego, quem está disponível no mercado de trabalho mostram boa vontade e disposição para trabalhar, além de estarem, normalmente, mais atualizados profissionalmente por meio de cursos e especializações. Além disso, Caio levanta outras vantagens: 

  • Flexibilidade em relação ao salário e benefícios da vaga
  • Proatividade para começar a trabalhar na melhor disponibilidade da empresa
  • Aceitação de desafios e oportunidades de aprendizado
  • Agenda livre para entrevistas e compromissos durante o processo seletivo 
  • Disponibilidade para início imediato

Segundo Caio, as empresas buscam quem tem um bom desempenho em sua área de atuação e muitas acreditam que quem não está empregado não está atualizado ou não se adequou ao mercado – para o especialista, é preciso avaliar isso com cautela. “Não é porque uma pessoa está desempregada que ela não tenha qualificação ou atualização. Cada caso é um caso. O desemprego não pode ser visto como sinônimo de fracasso, mas sim como um período de transição de carreira”, explica Caio.

 

O desemprego para os jovens

Segundo Caio, o assunto merece parênteses quando se fala de colaboradores (ou futuros colaboradores) jovens. Para quem nasceu já imerso no mundo da tecnologia, saber tudo parece óbvio, mas para Caio, é preciso ter cuidado para não dificultar a busca por uma oportunidade profissional. “Os jovens podem, sim, serem considerados rápidos e dispostos hoje em dia, porém, eles precisam entender que a velocidade das redes sociais não se aplica ao mundo corporativo. É preciso baixar as expectativas e entender que nem todo mundo vai virar influencer ou ganhar seu primeiro milhão de Reais antes dos 30 anos de idade”.

Se sobra velocidade, falta comprometimento, humildade e entendimento sobre pontos básicos do dia-a-dia nas empresas, como hierarquia e subordinação, por exemplo. Para contratar estes jovens, as empresas precisam estar atentas e não tem como se adaptar totalmente às exigências destes profissionais. “É claro que alguns ajustes são possíveis num processo seletivo voltado aos jovens, mas não dá pra mudar o mundo, muito menos o mundo corporativo a ponto de se adaptar a determinado perfil”, finaliza Caio.

Sobre Caio Infante

Eleito por três anos consecutivos como um dos profissionais de RH mais influentes do mercado, Caio Infante é formado em Publicidade e Propaganda pela ESPM e possui MBA em Gestão Internacional pela University of Technology, em Sidney, na Austrália. Com carreira profissional desenvolvida na área de Negócios em agências de propaganda do País e do exterior, atuou, também, no site Trabalhando.com como diretor Comercial e de Marketing, chegando a Country Manager da operação. Desde o início de 2017, Caio está na Radancy, onde seu conhecimento sobre marca empregadora cresceu exponencialmente. Hoje, ocupa o cargo de vice-presidente regional da agência, mantendo contato com alguns dos maiores nomes mundiais do tema.

Caio Infante também é um dos co-fundadores da Employer Branding Brasil, a maior comunidade sobre marcas empregadoras, com mais de 40 mil seguidores nas redes sociais.

Recentemente, Caio passou a ocupar, também, o cargo de Diretor de Patrocínios da ABRHSP (Associação Brasileira de Recursos Humanos – SP) da Regional Berrini.

Continuar Lendo

Gente

Projeto social visa ensinar empreendedorismo e educação financeira para crianças

Publicado

em

Rede de franquias impactará positivamente a educação infantil

Com o pioneiro objetivo para moldar o futuro de nossos jovens, a Love Gifts, rede de franquias com mais de 70 unidades em todo o país, tem a satisfação de apresentar o inovador projeto “Criança Empreendedora”. Concebido e liderado pelo CEO da Love Gifts, Fábio Farias, essa iniciativa educacional tem como objetivo capacitar crianças com habilidades essenciais para a vida, preparando-as para a idade adulta por meio de um currículo abrangente que aborda empreendedorismo, marketing, educação financeira, criatividade e vendas.

Fábio Farias, cuja jornada empreendedora começou aos 8 anos de idade, identificou uma lacuna significativa na educação tradicional, onde tópicos cruciais como empreendedorismo e educação financeira muitas vezes são negligenciados. “Desde jovem, fui atraído por vendas e empreendedorismo. Essas habilidades têm o poder de transformar vidas e acredito ser vital fornecer às crianças o conhecimento necessário para enfrentar desafios futuros”, afirma Fábio.

O projeto social “Criança Empreendedora”, criado para atender crianças de 09 a 12 anos, será 100% gratuito, sendo disponibilizado material, apostila e lanche. Com quatro meses de duração preenche essa lacuna educacional oferecendo módulos práticos em empreendedorismo, marketing, educação financeira, criatividade e vendas. Fábio destaca a ausência de tais ensinamentos na educação formal. “As escolas não ensinam sobre empreendedorismo ou finanças. Mesmo em um curso universitário de Marketing, o foco muitas vezes é limitado. Acredito que toda profissão exige habilidades de vendas e as pessoas frequentemente não compreendem esse aspecto fundamental.”

O projeto nasceu da convicção de que o planejamento financeiro e as habilidades de vendas são cruciais para o sucesso pessoal e empresarial. Fábio declara: “Muitas empresas fracassam devido à falta de planejamento financeiro. Quero retribuir tudo o que conquistei por meio das vendas, proporcionando às crianças as ferramentas para construir um futuro sólido, afinal, os pequenos de hoje serão os grandes da manhã.”

Expandindo além da sua família, onde já transmite esses princípios aos seus filhos, Fábio acredita que investir nas crianças é investir no amanhã. O projeto “Criança Empreendedora” visa não apenas educar, mas também inspirar a próxima geração a abraçar uma mentalidade empreendedora desde cedo. A sede da Love Gifts torna-se o epicentro dessa iniciativa, oferecendo às crianças uma oportunidade única de absorver conhecimentos práticos e importantes para o seu futuro. O projeto reflete não apenas a visão de Fábio Farias, mas também a missão da Love Gifts de impactar positivamente a comunidade, cultivando futuros líderes desde a tenra idade.

Neste cenário, “Criança Empreendedora” desponta como uma proposta inovadora e visionária, destinada a moldar o amanhã por meio de aprendizado significativo e desenvolvimento de habilidades essenciais. O legado de Fábio Farias transcende as fronteiras comerciais da Love Gifts, ecoando como um compromisso com a educação e o progresso social.

Serviço

Criança Empreendedora

Início: 24/02/2024

Duração: 4 meses

Carga Horária: 28 horas

Local: Love Gifts – Av. Almeida Barreto, 773 – São José – Campina Grande – PB.

Sobre a Love Gifts

A Love Gifts é uma empresa líder no mercado de presentes criativos, oferecendo uma ampla gama de produtos exclusivos para todas as ocasiões. Fundada em 2014, a empresa se destaca pela atenção aos detalhes e pela qualidade excepcional de seus produtos. Com a missão de espalhar amor e alegria através de presentes e decorações criativas, a Love Gifts tem se dedicado a oferecer uma experiência única e memorável aos seus clientes.

Continuar Lendo

Gente

Planos de saúde passam a eliminar possibilidade de exames básicos em clínicas da Bahia

Publicado

em

São Paulo e Rio de Janeiro enfrentam mesmo movimento de planos do Bradesco, SulAmérica, Amil e outros

Pacientes de Salvador estão relatando que, com o pós-pandemia, grandes planos de saúde nacionais, como Bradesco, SulAmérica e Amil, têm passado por uma transformação significativa no modo como lidam com exames médicos. Apesar das reclamações apresentadas, a popularidade dos planos de saúde mantém-se elevada no Brasil, e na Bahia, em particular. No ano de 2023, o estado registrou uma adesão expressiva, contabilizando aproximadamente 1.683.159 beneficiários.

“A dinâmica de pagar mais e usar menos que predominava no período anterior ao Covid-19 foi abalada em 2022 e 2023, quando os indivíduos voltaram a procurar exames de rotina ou acompanhamentos mais constantes para lidar com as consequências pandêmicas”, explica a especialista Karina Santos, que intermedia fechamentos com os planos. “Essa mudança parece estar penalizando as clínicas, particularmente na Bahia, onde diversas estão sendo descredenciadas para a realização de exames”, conclui a profissional.

Riviane Rosales, 47 anos, tentou o exame de ultrassonografia em uma clínica baiana que preferiu não se pronunciar, e teve a solicitação barrada pelo plano de saúde. “Foram cortados exames de ultrassonografia, checagens vasculares e outros processos que são tão básicos para diagnósticos eficientes. Um absurdo”, desabafa. A paciente relata, ainda, que quando tenta ligar para fazer a queixa, enfrenta burocracias. “Eles jogam de uma pessoa para outra na ligação, e o paciente acaba desistindo”, exclama.

A situação se assemelha em São Paulo e no Rio de Janeiro. Segundo informações da Agência Nacional de Saúde Suplementar, responsável pela fiscalização dos planos de saúde, os registros de reclamações apresentaram um aumento significativo nos últimos anos. Em 2020, foram documentadas mais de 12 mil queixas, número que cresceu para quase 16 mil em 2021 e ultrapassou os 25 mil em 2022. A tendência de elevação persistiu em 2023, alcançando mais de 13 mil reclamações até o mês de maio.

O desmarque frequente de exames no sistema de saúde tem gerado críticas de pacientes, que enfrentam dificuldades para reagendar e falta de suporte adequado. A soteropolitana Reidma Lima expressou sua indignação, afirmando: “É inaceitável a forma como estamos sendo tratados. Marcamos nossos exames com antecedência, e eles são desmarcados sem aviso prévio. Quando tentamos buscar ajuda, a resposta é evasiva e pouco esclarecedora. Estamos lidando com nossa saúde aqui, e merecemos mais respeito e consideração”.

✅ Valores exorbitantes e cortes de supetão na capital:
O impacto diário é sentido não apenas pelos pacientes, mas também pelas clínicas que investiram em atualizações com novos equipamentos. “A clínica na qual vou está cheia de novos aparelhos, sempre se atualizando, e não vai poder utilizá-los. Estão vendo exames essenciais serem cortados dos procedimentos cobertos pelos planos. O mais triste é que médicos estão saindo dessas clínicas por conta disso e isso afeta a saúde dos brasileiros”, exclama Eduarda Figueiredo, 79 anos, uma das baianas afetadas pela mudança nas políticas dos planos.

Eduarda conta que faria o tem o plano do Bradesco desde 1995, e está pagando um plano individual de R$ 4.744,00, conseguindo arcar com o valor apenas por conta da aposentadoria. “Parece que a cada ano, as despesas só aumentam, e está difícil manter esse compromisso. Isso é extremamente frustrante e desapontador. Estou pagando por anos, confiando na segurança do meu plano, e de repente, me vejo sem essa cobertura essencial”, exibe Eduarda.

As queixas de clientes de planos de saúde por descredenciamento de médicos, laboratórios e clínicas envolvem desde tratamentos de câncer até exames de sangue. “Além dos problemas físicos, precisamos lidar com a instabilidade nos agendamentos e isso afeta minha rotina diária. A preocupação constante com os cancelamentos mexe com minha cabeça, e isso não é nada fácil. A organização da vida fica comprometida, e o peso emocional é enorme. Sem falar que a interrupção dos cuidados médicos regulares pode trazer complicações adicionais, aumentando os riscos”, finaliza Riviane.

Autora do Texto: Rita Margareth – Farmacêutica e cliente Plano Sul América.

Continuar Lendo

Destaque

Copyright © 2023 ocimar.com. Todos os direitos reservados.