Conecte-se conosco

Cultura

Teatro de Objetos Documentais é foco de projeto da Companhia Arteira, aprovado pela Lei Aldir Blanc, que vai até março

Published

on

A Companhia Arteira, com sede em Nova Friburgo/RJ, por meio do Edital “Retomada Cultural RJ”, a partir do inciso III da Lei Aldir Blanc, com patrocínio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado do Rio de Janeiro e Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, apresenta em fevereiro e março de 2021 seu projeto “Cartas do Isolamento”, tendo como foco ‘Teatro de Objetos Documentais’, gênero do teatro de formas animadas.

O projeto prevê quatro ações realizadas de modo virtual, algumas delas já acontecendo, envolvendo 15 profissionais, entre artistas, técnicos e colaboradores impossibilitados de exercerem seu trabalho em espaços públicos em função da pandemia. Todas elas contam com janela de acessibilidade em Libras (Língua de Sinais), com o propósito de ampliar o acesso aos bens culturais e fomentar a produção e a difusão do conhecimento, promovendo a inclusão.  São elas: Grupo de Estudos, Companhia Arteira Convida (mesa redonda ao vivo), Vídeo documentário com texto de auto ficção e Making of que revelará ao público o processo de construção do vídeo.

Grupo de Estudos


De 2 a 23 de fevereiro, sempre às terças-feiras, das 9h às 11h30, acontece um Grupo de Estudos com foco no Teatro de Objetos Documentais (gênero do teatro de formas animadas), sob a coordenação de Miguel Vellinho (Diretor da Pequod – RJ)  e Vanessa Dias (atriz-pesquisadora, educadora, musicista e bonequeira). O objetivo é levar referências bibliográficas, debater e possibilitar experimentações cênicas com os participantes, proporcionando aprofundamento nas linguagens pesquisadas pela companhia no projeto.

O Grupo de Estudos está sendo por meio de plataforma virtual e terá quatro encontros de duas horas e meia de duração, com ritmo semanal, gratuito, tendo como público alvo estudantes e profissionais das artes cênicas, a partir dos 16 anos. Interessados que viram a divulgação nas redes sociais da Companhia Arteira se inscreveram por meio do link https://forms.gle/Jufn8LFALRkeSTsD9 .


Companhia Arteira Convida

No dia 4 de fevereiro (quinta-feira), às 21 horas, no canal da Companhia Arteira no YouTube, foi realizada a mesa redonda “Companhia Arteira convida” ao vivo, tendo como convidados dois premiados profissionais brasileiros do Teatro de Animação: Miguel Vellinho (diretor da Pequod – RJ)  e Sandra Vargas (atriz e diretora do Grupo Sobrevento – SP) abordando o “Teatro de Objetos Documentais e seus caminhos artísticos dentro dessa linguagem”. O público teve a oportunidade de participar do bate-papo por meio do chat.

Vídeo documentário

Está sendo produzido um vídeo documentário inspirado em relatos orais e escritos de situações de isolamento social em consequência da catástrofe de 2011 na Região Serrana do Rio de Janeiro, fazendo uso da linguagem do Teatro de Objetos Documentais e de textos de Auto Ficção, desenvolvendo propostas cênicas a partir das relações subjetivas construídas em função do distanciamento social.

O trabalho de composição da dramaturgia coletiva tem a direção de Miguel Vellinho, com a participação de atores da Companhia Arteira (Gero Band, Jerônino Nunes, Gabriela Ribas, Cássio Campos e Silvia Araújo).


Making of

Making of do vídeo documentário revelará ao público o processo das várias fases de produção, suas especificidades e desafios na busca de novas  possibilidades do fazer teatral em diálogo com a linguagem audiovisual. Tanto o documentário quanto o making of, indicados para o público a partir de 14 anos, serão disponibilizados em março, em data(s) a ser divulgada nos canais de comunicação da Companhia Arteira:
Facebook @companhiaarteira
Instagram @arteiracompanhia
Bolg ciaarteiranf.blogspot.com
Youtube https://www.youtube.com/channel/UCDItq_J2gVwCiyo9rXGU4cg


Teatro de Objetos Documentais

Trata-se de uma vertente do teatro de objetos cunhada pela diretora mexicana Shaday Larios que possibilita construir uma dramaturgia cênica a partir da memória original dos objetos,  ao contrário de criar uma nova história para esses elementos. As matérias primas são os objetos e as memórias disparadas a partir destes. Um dos objetivos centrais é revelar as histórias que, muitas vezes, estão ali silenciadas e dessa forma ter caminhos para criar uma dramaturgia.


Companhia Arteira

Com 12 anos de atividades ininterruptas e de pesquisa contínua, produções reconhecidas e premiadas por sua qualidade, a Companhia Arteira, com sede em Nova Friburgo/RJ, faz uso de diferentes linguagens para atender a um público de faixas etárias variadas.  

Em 2011, ano da catástrofe na Região Serrana do Rio de Janeiro, o grupo foi contemplado com o Prêmio Montagem Cênica 2011, que viabilizou a montagem e circulação do espetáculo “Cartas”. Neste novo projeto, “Cartas do Isolamento”, dá continuidade à pesquisa iniciada naquele ano, buscando aprofundamento nos textos de auto ficção e no Teatro de Objetos Documentais.


SERVIÇO

Projeto: Cartas do Isolamento
Edital “Retomada Cultural RJ” – Inciso III da Lei Aldir Blanc

Grupo de Estudos -Teatro do Objetos Documentais

Coordenação: Miguel Vellinho e Vanessa Dias

2 a 23 de fevereiro (terças-feiras)

9h às 11h30


Realização: Companhia Arteira
Patrocínio: Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado do Rio de Janeiro e Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo.

Canais de Comunicação da Companhia Arteira:

https://www.youtube.com/channel/UCDItq_J2gVwCiyo9rXGU4cg
https://www.facebook.com/companhiaarteira
https://www.instagram.com/arteiracompanhia/
http://ciaarteiranf.blogspot.com/

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cultura

Série de lives “Diálogos – Garantido Pela Cultura do Brasil” recebe o presidente da Estação Primeira de Mangueira, Elias Riche, dia 15 de maio

Published

on

Bate-papo será conduzido pelo presidente do Boi Garantido, Antônio Andrade Barbosa, com mediação do jornalista Daniel Castro

Associação Folclórica Boi Bumbá Garantido dá sequência, no dia 15 de maiosábado, ao projeto “Diálogos – Garantido Pela Cultura do Brasil”série de lives reunindo lideranças dos maiores grupos culturais do país, para debater o impacto e as perspectivas da cultura neste cenário.

Após as participações de João Jorge Santos Rodrigues (presidente do Olodum) e de Biza Vianna (presidente do Centro Afro-Carioca), o terceiro encontro do projeto trará um bate-papo entre o presidente do BOI GARANTIDOAntônio Andrade Barbosa e o presidente da Estação Primeira de Mangueira, Elias Riche. A mediação da live, que ocorre a partir das 20h (horário de Brasília), é do jornalista Daniel Castro.

Na live, que poderá ser assistida nos canais do YouTube do Garantido (youtube.com/garantido) e da Estação Primeira de Mangueira (youtube.com/estacaoprimeirademangueira), os presidentes irão trocar ideias e propor soluções para o enfrentamento do momento atual pela qual passam essas duas grandes instituições culturais brasileiras, por conta da pandemia da Covid-19, que praticamente paralisou os segmentos da cultura e dos grandes eventos.

A série, que tem por objetivo valorizar o trabalho árduo dos profissionais da cultura e discutir propostas e soluções para o setor, contará ainda nas próximas semanas com novos convidados representantes de grupos e entidades culturais de várias regiões do país, com reconhecimento nacional e internacional.

SERVIÇO

Diálogos – Garantido Pela Cultura do Brasil

Com Antônio Andrade Barbosa (presidente do Boi Garantido) e Elias Riche (presidente da Estação Primeira de Mangueira)

Dia 15 de maio, sábado

Horário: 20h (horário de Brasília)

Mediação: Daniel Castro

Transmissão: Canais no YouTube do Garantido (youtube.com/garantido) e da Estação Primeira de Mangueira (youtube.com/estacaoprimeirademangueira)

Continue Reading

Cultura

Teatro a distância: espetáculo “Cantos de Xícaras” está em cartaz na Cora Residencial Sênior

Published

on

Apresentações online acontecem em todas as unidades. Enredo aborda memórias e afetividade. 

Na Cora Residencial Senior, os residentes vivem novas experiências, com muita segurança, mesmo durante a pandemia. Desde março, está em cartaz, com transmissão online, o espetáculo teatral “Cantos de Xícaras” nas unidades Jardins, Higienópolis, Tatuapé, Ipiranga e Campo Belo.

“A iniciativa cultural da Cora é um sucesso e tem gerado reverberações incríveis por toda a nossa comunidade. Somos todos tocados de alguma forma. Após cada transmissão, promovemos um momento de conversa, onde podemos trocar experiências e reflexões. Ao final de cada apresentação, a atriz envia uma mensagem personalizada aos residentes, fazendo com que a experiência seja tão real e palpável, como se estivéssemos dentro do teatro”, afirma Guilherme Almeida, artista educador da Cora Residencial Senior.

“A peça me trouxe muita felicidade, porque me fez retornar ao meu passado, à minha adolescência.  Eu senti que todo o grupo se sentiu representado nas histórias das xícaras. Eu, por exemplo, me lembrei de quando era jovem e recebia visitas em casa. Eu tinha um aparelho e um carrinho de chá que ficavam na sala de visita, porque, naquele tempo, não era comum você oferecer um cafezinho para a visita. O mais usual era você oferecer um chá, acompanhado de bolo e biscoitos amanteigados, e a peça me trouxe essa recordação”, conta, emocionada, a residente Ana Guidi, de 79 anos.  

As boas lembranças do passado também foram experimentadas pela residente Arlette Salles, de 85 anos. “Me lembrei de quando meus tios e tias nos visitavam e ficavam ali tomando chá com meus pais. Me lembrei de um jogo de xícaras de porcelana que meu marido amava. Eu agradeço por esses momentos de alegria e boas lembranças da minha família. Me trouxe uma emoção tão grande que estou emocionada até agora.” 

A peça “Cantos de Xícaras” conta a história de uma xícara centenária que decide compartilhar com o público suas experiências, promovendo reflexões sobre vida, tempo e existência. O espetáculo tem produção de Ana Elisa Mello e Samya Enes, com direção, dramaturgia e interpretação de Helena Miguel.  


Sobre a Cora Residencial SeniorA Cora foi criada em 2015, com o objetivo de revolucionar o conceito de instituição de longa permanência, rompendo com o antigo modelo de casas de repouso. Atualmente com cinco unidades, está presente em bairros com localizações estratégicas na cidade de São Paulo. Cora é referência em cuidado aos idosos, oferecendo equipes de assistência multidisciplinar, estruturas completas, segurança e socialização para maiores de 60 anos. O atendimento nas unidades diferencia-se por proporcionar cuidado, afeto e atenção profissional para o bem-estar e qualidade de vida dos idosos. 

Continue Reading

Cultura

Japan House São Paulo

Published

on

A Japan House São Paulo informa que reabrirá as portas da sua sede, localizada na Avenida Paulista, 52, a partir do dia 01 de maio. Com horário de funcionamento reduzido para cinco horas diárias, das 11h às 16h, de terça-feira a domingo, a instituição seguirá atuando em conformidade com as orientações da Organização Mundial da Saúde, Ministério da Saúde e Secretarias Estadual e Municipal de Saúde visando contribuir para a não disseminação da Covid-19.

As lojas SHIN, Furoshiki e o Café Sabor Mirai, localizadas dentro da Japan House São Paulo, acompanham a data de abertura e horário de funcionamento a partir do dia 01 de maio. Para informações sobre o restaurante Aizomê (reservas e horários) consulte www.aizome.com.br .

Seguindo todos os protocolos de segurança, a visitação permanece livre e gratuita, e agora com capacidade de público limitada a 25%. Com a conquista do selo Safeguard, da Certificadora Internacional Bureau Veritas, que atesta a implementação de rígidos padrões de higiene e medidas de proteção de segurança sanitária, continuam em vigência a obrigatoriedade do uso de máscaras pelos visitantes e colaboradores; disponibilização de dispensers de álcool em gel em vários pontos; tapetes desinfetantes no acesso à instituição; aferição de temperatura corporal de todos os visitantes; demarcações no chão para garantir o distanciamento social de 1,5 metro; aumento na frequência da higienização de todos os ambientes; apresentação das medidas de segurança por meio de vídeo e QR Code.

Os espaços expositivos reabrem com as mostras “DŌ: o caminho de Shoko Kanazawa” e “Embalagens: designs contemporâneos do Japão” e há duas formas de programar a visitação: por meio de reserva online pelo site https://agendamento.japanhousesp.com.br/; ou diretamente na instituição, conforme ordem de chegada. Além disso, a instituição mantém a programação nas plataformas digitais (site, facebook, instagram, twitter e podcast) para compartilhar com o público as diferentes vertentes do Japão. Para acompanhar as novidades, basta acessar as redes sociais @JapanHouseSP ou pela #JHSPONLINE.

Reabertura Japan House São Paulo

Dia 01 de maio de 2021

Avenida Paulista, 52

Horário de funcionamento: Terça-feira a domingo

Horário: das 11h às 16h

Entrada livre e gratuita

Para informações e reserva online antecipada:: https://agendamento.japanhousesp.com.br/

Confira as mídias sociais da Japan House São Paulo:

Site: www.japanhouse.jp/saopaulo  

Instagram: @japanhousesp 

Twitter: //twitter.com/japanhousesp 

Youtube: www.youtube.com/japanhousesaopaulo 

Facebook: https://www.facebook.com/JapanHouseSP

LinkedIn: https://www.linkedin.com/company/japanhousesp 

Sobre a Japan House São Paulo (JHSP):

A Japan House é uma iniciativa com a finalidade de divulgar os diversos atrativos, atividades e medidas governamentais do Japão, ampliando o conhecimento de toda a comunidade internacional referente à cultura japonesa. Inaugurada em 30 de abril de 2017, a Japan House São Paulo foi a primeira a abrir as portas, seguida por Londres (Inglaterra) e Los Angeles (EUA). Atua como plataforma pública na geração de oportunidades de cooperação e intercâmbio entre o Japão e o Brasil, nas mais diversas áreas como artes, negócios, esportes, design, moda, gastronomia, educação, turismo, ciência e tecnologia. Apresentando o Japão, promove exposições, seminários, workshops e inúmeras outras atividades em sua sede, em outros espaços e digitalmente. Em fevereiro de 2020, a Japan House São Paulo alcançou a marca de 2 milhões de visitantes, sendo considerada uma das principais instituições culturais da Avenida Paulista. Desde abril de 2020, a instituição possui a Certificação LEED na categoria Platinum – o mais alto nível de reconhecimento do programa – concedida a edificações sustentáveis.

Continue Reading

Destaque