Conecte-se conosco

Eventos

O Show de Stand Up Comedy “Os Filhos da Bruna”

Publicado

em

Neste Domingo, às 19:30, estreia o show de stand up comedy “Os Filhos da Bruna” , com os humoristas Di Cardoso, Pj Negreiros, Taiguara Torro e convidados pra lá de especiais no Teatro West Plaza, na zona Oeste de São Paulo.

O show conta com textos de stand up comedy, imitações e participações de convidados surpresa, além de muita interação com a plateia.O Teatro West Plaza fica na Av. Francisco Matarazzo, s/n – Água Branca, São Paulo – SP, 05003-020 – Praça de Alimentação, e os ingressos estão a venda na bilheteria do próprio teatro e também nas plataformas digitais Bilheteria Express, Ingresso Para Todos, Sampa Ingressos e Sympla, ambas com valor promocional de RS 19,90. Uma excelente opção para quem busca diversão, conforto e segurança e um único lugar com valor acessível.

 

Continuar Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eventos

Duda Oliveira expõe esculturas nas ruas, pelo projeto Intervenção Urbana e Democratização da Arte

Publicado

em

Formas geométricas diversas e cores vibrantes interagem com as pessoas nas calçadas

 O projeto “Intervenção Urbana e Democratização da Arte”, da artista plástica niteroiense,  Duda Oliveira, atravessa a Baía de Guanabara e desembarca no corredor cultural do Centro do Rio de Janeiro, na Bienal Europeia e Latino Americana de Arte Contemporânea, apresentando três esculturas em metal naval – ‘Catavento’, ‘Panóptico’ e ‘Gigante’ – com formas geométricas distintas e cores vibrantes, convidando o observador a interagir com elas, nas calçadas do Centro Cultural Correios RJ.

“Estou trazendo a arte para a rua porque nela encontramos pessoas despidas de convenções sociais, num mundo obcecado por valores materiais. A arte sendo usada para encantar, que não se quer vender, nem comprar. A rua e o pedestre passam a ser o observatório do artista”, diz Duda Oliveira.

Inspirada nos Parangolés de Hélio Oiticica, Duda Oliveira busca levar arte aos espaços públicos e a todas as pessoas que não se permitem  entrar em espaços culturais, pois são locais que carregam  estigmas de pertencerem apenas a uma elite sócio-econômico-cultural específica da sociedade. “Somente a arte tem o poder de propagar o acesso ao real e grande poder de transformação. A rua nos torna iguais, permitindo a verdadeira ordem democrática das coisas, a compreensão verdadeira e espontânea do belo”, diz a artista plástica.

 

Método artístico e a arte ambiental

A organização de ideias da artista, inspirada nos Parangolés  de Hélio Oiticica, que fundou a “antiarte ambiental” juntamente com a formulação das “ordens de manifestações”, transformou os materiais  contidos no seu espaço de vivência e de experiência diários, em outra ordem de coisas, com  experimentações de mutação do corpo vivo e transmutação da arte em vida autônoma.

Nas esculturas, a artista reinventa o metal naval, cimento, vergalhões e a madeira inutilizada, em boa parte das obras. Partindo destes experimentos, Duda convida o público a refletir sobre a potência existencial de vida, transformação e esperança no caos.

Sobre Duda Oliveira

Artista plástica contemporânea, niteroiense, Duda Oliveira estudou arte experimental na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, e História da Arte e da Arquitetura do Brasil, na PUC RJ. Desde 2018, vem participando de diversas exposições, com destaque para as Feiras Internacionais da Alemanha, Luxemburgo, em Salas Culturais em Portugal, nos Museus MASP, MAC Niterói e outros importantes espaços culturais do Brasil e do exterior. 
 
Há 20 anos ingressou na militância do Direito Ambiental, especializando-se em Sociologia Política, para empreender de forma participativa. Com a luta e o árduo trabalho  na carreira de advogada, veio a necessidade de uma terapia alternativa. Foi assim que a arte entrou em sua vida. 

Até o fim de dezembro de 2021.

Fotos João Oliveira

Continuar Lendo

Eventos

Exposição “1ª Coleção” acontece a partir de sábado no Anexo LONA em São Paulo

Publicado

em

A mostra “1ª Coleção” será realizada no Anexo LONA com obras de 11 artistas, que se uniram para criar uma coleção exclusiva a partir de narrativas diversas

A partir do dia 4 de dezembro, o Anexo LONA, localizado no centro histórico de São Paulo, realiza a exposição coletiva “1ª Coleção”, que traz o colecionismo como uma prática saudável e uma maneira de preservar a história por meio de objetos. Ao todo, 11 artistas visuais da LONA Galeria, com narrativas diferentes, se unem para formular uma prática de trabalho desenvolvida de forma conjunta, constante e crescente com o objetivo de criar uma coleção exclusiva.

Durante o processo, o grupo de artistas, formado por Clara de Cápua, Daniel Mello, Gabriel Almeida, Gabriel Pessoto, Gabriel Torggler, Gustavo Aragoni, Higo Joseph, Irene Guerriero, Liliana Alves, Rodrigo Seles e Sueli Espicalquis, acompanhou o desenvolvimento das produções, conversando, analisando e propondo soluções e intervenções para tornar essa exposição possível e única.

“Uma coleção se inicia pelo prazer, vai crescendo e se tornando um hábito. Envolve vasculhar e caçar peças que faltam, pontas soltas, constante atualização e reconstrução a partir de novas produções que colocam em perspectiva e somam camadas de leitura a obras do passado. Colecionar objetos fez surgir diversos museus pelo mundo, alguns criados a partir de coleções particulares”, explica Duílio Ferronato, responsável pela LONA Galeria.

A exposição “1ª Coleção” será aberta no sábado, 4 de dezembro, a partir das 13h. A visitação gratuita poderá ser feita de quarta a sábado, das 13h às 18h, até 15 de janeiro de 2022, com limitação de público. Portanto, é necessário fazer agendamento via WhatsApp. O Anexo LONA segue as recomendações das autoridades de saúde e, por isso, só será possível acessar a exposição com o uso da máscara.

Serviço:

Exposição “1ª Coleção”

Data: de 4 de dezembro a 15 de janeiro de 2022

Local: Anexo LONA – R. São Bento, 181 – 1º andar – Centro, São Paulo/SP

Horário: de quarta a sábado, das 13h às 18h

Mais informações e agendamentos: Whatsapp (11) 99403-0023

Entrada gratuita

Sobre a LONA Galeria

A LONA Galeria abriu suas portas na Barra Funda em março de 2019. Uma parceria entre o arquiteto Duílio Ferronato e o artista Higo Joseph. Com foco em artistas que estão iniciando a carreira e em ascensão, com potencial artístico e de mercado, a galeria apresenta exposições individuais e coletivas, produzidas através de curadores parceiros. Conta com dois espaços: a galeria, em um sobrado no bairro da Barra Funda e o anexo, localizado no primeiro andar de um edifício histórico no centro de São Paulo. Tem como missão a inserção de artistas emergentes no circuito e um primeiro contato com o mercado e instituições de arte, como também o incentivo a novos colecionadores.

Continuar Lendo

Eventos

Exposição ‘Imortal: Arte, Alma e Futuro’ , uma das experiências culturais mais ricas de 2021

Publicado

em

Exposição ‘Imortal: Arte, Alma e Futuro’ , uma das experiências culturais mais ricas de 2021, vai até o dia 11 de dezembro no Centro Cultural Correios RJ a pedido do público.
Melinda Garcia trouxe arte, literatura, palestras e a imortalidade da arte, com curadoria da Tartaglia Arte.
 
‘Imortal: Arte, Alma e Futuro’, exposição da artista plástica carioca Melinda Garcia que pode ser visitada até o dia 11 de dezembro de 2021, a pedido do público, tem sido um exemplo de riqueza cultural, durante o período em que está em cartaz, no Centro Cultural Correios RJ, sob a curadoria de Riccardo Tartaglia e Regina Nobrez, da Tartaglia Arte.
Melinda Garcia expõe 45 peças, entre pinturas e esculturas, de diversas épocas, mostrando a imortalidade da alma e da arte, em uma profusão de cores e materiais, que encantam o observador, fazendo-o participar dessa transcendência que a artista quer passar. Entre as peças, o protótipo do monumento em homenagem a Ayrton Senna, que se encontra no Parque do Ibirapuera.
Mas, mesmo após o final da mostra, muitas de suas esculturas podem ser vistas,  expostas na entrada de prédios da Zona Sul e do Centro, na orla marítima (como a ‘Gabriela’, personagem de Jorge Amado) e na Lagoa Rodrigo de Freitas.
A artista também apresentou um outro lado criativo, através do livro ‘Holomovimento: Espelho D’Alma’, escrito para mostrar a importância do movimento transcendente do profano ao sagrado, motivo pelo qual tem duas capas: Surrealismo e Misticismo, para que o leitor possa optar por onde começa sua viagem.
E para dividir esse conhecimento, realizou um Ciclo de Palestras em três sábados de novembro, onde falou sobre seu processo de criação, surrealismo, misticismo, e analisou obras de Dali para falar sobre a imortalidade da arte, para uma plateia atenta.

“O que caracteriza, pois, o artista é nem tanto estar inscrito numa realidade social, sendo este o destino comum de todos, artistas ou não, quanto saber e poder extrair dela alguma coisa que se encontre nela em seu estado latente, não prevista ou, em todo caso, não vista pelos outros, e que faça acessar uma realidade e seu conhecimento com sua ação. Nesse sentido, a obra de Melinda Garcia parece bem exemplar da “alma do futuro”, que é o tema desta exposição.”  

(Bruno Péquignot, Professor Emérito de Sociologia: Nova Sorbonne – Paris 3)

É em seu atelier no Cassino Atlântico – Espaço de Arte Melinda Garcia – que traz à vida as obras que estão expostas na Exposição “Imortal: Arte, Alma e Futuro”. Arte é Imortal porque sua essência nasce na Alma, que é eterna, e o Futuro chega quando essa essência se mistura entre as sensações do artista e do público. 
 
A exposição que, com certeza, será uma experiência visual inesquecível em 2021, pode ser visitada de terça a sábado, das 12h às 19h, até 11 de dezembro, no Centro Cultural Correios RJ, que por si só também encanta com sua arquitetura e história.
 
Serviço
 
Exposição: “IMORTAL: ARTE, ALMA E FUTURO”
Artista: MELINDA GARCIA 
Instagram: @melinda_garcia_escultora
Curadoria: Riccardo Tartaglia e Regina Nobrez – Tartaglia Arte
Instagram: @reginanobreztartaglia @tartagliaarte
Local: Centro Cultural Correios RJ (Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, RJ)
Abertura: 21 de outubro de 2021 às 17h
Visitação: 22 de outubro a 11 de dezembro de 2021
Dias e horários: terça a sábado, das 12h às 19h
Censura Livre
Acesso Gratuito
Acessibilidade: Sim
Assessoria de Imprensa: Paula Ramagem @_paula_r_soares
Representação comercial
Riccardo Tartaglia (21) 96588-2653 (telefone e whatsapp)
Regina Nobrez (48) 98463-5707 (whatsapp)
Concebido e organizado por Tartaglia Arte – www.tartagliaarte.org
Apoio: Centro Cultural Correios – RJ / Círculo Ítalo Brasileiro – SC / Consolato Onorario Italiano – Florianópolis/SC / Ministério das Comunicações – Governo Federal

Continuar Lendo

Destaque