Conecte-se conosco

Variedades

Exposição “Amor Arte é Vida”

Publicado

em

Exposição “Amor Arte é Vida” traz artistas consagrados e participação especial de Daniel Azulay (in memoriam) e Vanessa Gerbelli
 
Curador Edson Cardoso apresenta o Projeto Arte Vida Arte que permite a inclusão de crianças através da arte
AVA Galleria e o Projeto Arte Vida Arte abrem a exposição “Amor Arte é Vida”, uma coletiva com trabalhos dos artistas Adilson Barbosa, Alexandre Pena Maciel, Angela Vielitz Mackdrodt, Arthur Teixeira, Carmen Thompson, Cota Azevedo, Cristina Melo, Dan Laucas, Daniele Bloris,  Glória Chan, Higor Muskytu, João Favoretto, José Eduardo, Joseph Figorelle, Lemuel Gandara, Mara Estela, Marcelo Galvão, Maria Amélia, Mariette Silveira, Natalia Krüger, Neuza Nazar Petti, Regina Rêgo, Renata Costa, Rúbia Viegas, Tamara Batista, Vitor Fio e Wesley Estevão, além das participações especiais de Daniel Azulay (in memoriam) e Vanessa Gerbelli, sob a curadoria de Edson Cardoso, no próxima dia 16 de setembro, às 19h, no Città America Barra, RJ.


projeto “Arte Vida Arte” teve início em 2004, em parceria com a Ava Galleria (Helsinki, Finlândia), visando o desenvolvimento pessoal e artísticos de crianças entre 7 e 14 anos, da Cidade de Deus, RJ, misturando arte e atividades socioeducativas, com o objetivo de aumentar a autoestima, perceber suas potencialidades e talentos, bem como promover a inclusão na sociedade.

As crianças entram em contato com o fazer artístico, tendo assim a oportunidade de descobrir e aperfeiçoar suas aptidões relacionadas ao mundo da arte, assim como participar de atividades complementares à sua educação formal, contando com a assistência oferecida pelos diferentes profissionais que trabalham no projeto, dirigida atualmente pela arte terapeuta e pedagoga, Glória T. Chan. Também é oferecido acompanhamento psicológico para os pais dessas crianças, desenvolvido pela psicóloga, psicanalista e bailarina Carmen Thompson.

As atividades do Arte Vida Arte, que aconteciam na Cidade das Artes, Barra, RJ,  ficaram suspensas por causa da pandemia. A sua retomada presencial, agora no Città América, será com a abertura da exposição coletiva “Amor Arte é Vida”, quando também completa 17 anos. O objetivo é apresentar e divulgar a organização, bem como mostrar como a arte pode ser benéfica para a saúde e uma melhor qualidade de vida. Arte é amor! Arte é vida! Ao fim da exposição será apresentada uma mostra com os trabalhos realizados pelas crianças atendidas.

“Amor Arte é Vida” fica aberta ao público de 17 de setembro a 14 de novembro de 2021, de terça a sexta feira, das 11h às 19h, e sábado e domingo, das 14h às 20h, no vão central do Città America, Barra, RJ. Nos fins de semana haverá atividades gratuitas para as crianças.

A venda das obras beneficia o Projeto Arte Vida Arte e incentiva os artistas que estão expondo. A exposição obedece às normas de saúde, distanciamento, lotação e uso obrigatório de máscaras.

 
Serviço
 
Exposição Amor Arte é Vida
Abertura: 16 de setembro de 2021 às 19h
Visitação: 16 de setembro a 14 de novembro de 2021
Dias e horários:
Terça a sexta – das 12h às 18h
Sábado – das 12h às 18h
No fim de semana haverá atividades para as crianças. Consultar programação.
Local – Città America  – Av. das Américas, 700 – Barra – RJ
Curadoria: Edson Cardoso
Realização: Città Office Mall /Ava Galleria / Alavancart / Nóiz / Prefeitura do Rio / Gerência Executiva Local Cidade de Deus
Assessoria de Imprensa: Paula Ramagem
Censura Livre
Entrada gratuita
. Obrigatório uso de máscaras e número reduzido de pessoas. O local segue todas as regras das organizações de saúde.

Instagram: @ava_galleria @cardosoedson_ava @artevidaarte

Continuar Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Variedades

Mãe Cobra: A jornalista mais odiada pelos Influencers e subcelebridades de Salvador dá entrevista exclusiva ao Programa Conectadas

Publicado

em

Nascida em Salvador, na data de quatro de junho do ano de 1996, Lua Andrade é jornalista, com pós em marketing.

Na Boa Vista de São Caetano, bairro de Salvador, a jornalista iniciou sua vida na periferia. Desde o início de sua formação profissional, Lua já dava inicio as suas “cifradas” na rede social, Facebook. Logo após, deu continuidade no Instagram com atualmente mais de 50 mil seguidores, conhecida como “A cobra de Salvador” no perfil @viajecomluaa.

O encontro marcado para essa entrevista bombástica é dia 19/10/2021 às 20h direto do perfil de Reyce Veridian como a mediadora @reyce_veridian (a Jornalista do Povo) no Instagram, e as apresentadoras Cissa Chagas @cissachagasofc ( a Mulher Maravilha ) e Myli Maxx @mylimaxx ( a Bocuda ).

Continuar Lendo

Variedades

Como os artistas enfrentaram os impactos da pandemia

Publicado

em

Como os artistas enfrentaram os impactos da pandemia e como estão os projetos para o “novo normal”

Desde março do ano passado, a pandemia da Covid-19 mudou, de uma hora para a outra, a vida e o cotidiano de todo o mundo. E isso não foi diferente com o brasileiro.

Tão acostumados aos afagos, abraços, beijos e cumprimentos mais afetivos, repentinamente fomos obrigados a manter um afastamento das pessoas que gostamos, para que ninguém pudesse correr o risco de se contaminar com o vírus que matou milhares de pessoas em todo o mundo.

Diversos setores tiveram que parar suas atividades e profissionais se viram obrigados a simplesmente não poder fazer mais aquilo que mais amam, trabalhar no que gostam. À exemplo, a pandemia causada pelo novo coronavírus mudou radicalmente o cotidiano dos quase 10 mil brasileiros que viviam da renda obtida pelas suas apresentações sob a lona de um circo.

As cortinas tiveram de se fechar por tempo indeterminado e nem tão cedo, se sabia quando os picadeiros voltariam a ter a alegria e magia, que só um circo com seus espetaculares artistas, poderiam nos proporcionar. E então, tivemos palhaços, ilusionistas, mágicos, malabaristas e tantos outros profissionais das artes circenses vivendo de doações e da solidariedade de outras pessoas.

Giovanna Robatini , lygia beatriz e Jean chambre

Em alguns momentos para driblar a crise, os circos também tiveram de se readequar ao “novo normal” e começaram a fazer suas apresentações através de lives e espetáculos drive in, no intuito de arrecadar algum recurso para o seu sustento. Recursos esses que não eram suficientes.

O setor cultural indiscutivelmente foi um dos primeiros a sentir os impactos causados pela pandemia. Tivemos casas de shows, teatros, museus, zoológicos, cinemas, o circo já citado e outros espaços voltados para a arte e o entretenimento que ficaram sem qualquer possibilidade de poder reunir seus públicos.

Atores e atrizes viram nos Teatros, cadeiras vazias, cortinas fechadas e os palcos sem a montagem dos cenários e a iluminação necessária para poderem resplandecer seu brilho diante de seus espectadores.

E aqueles que se dedicam a fazer o bem em visitas em escolas, orfanatos, casas de acolhimento de idosos e demais comunidades, simplesmente tiveram de cancelar toda a agenda da solidariedade, para que ninguém pudesse sequer correr o risco de uma contaminação.

Em um bate-papo bem descontraído, o jornalista Adriano Santos conversou com representantes desses setores. Na entrevista, a artista circense Giovanna Robatini, sucesso no Circo encantado e os Atores Jean Chambre e Lygia Beatriz contaram como foi o impacto da pandemia em suas atividades, como se adequaram para poderem continuar trabalhando durante esse período e o que esperam com esse retorno gradativo das atividades.

Jean e Lygia aproveitaram também para falarem do novo filme animado que produziram, o “Bia & Jean – Nossa Vida é Uma Comédia” que está previsto para estrear no próximo dia 12 de outubro, Dia das Crianças.

Giovanna Robatini, que atualmente possui mais de 1 milhão de seguidores no tik tok, conta sobre a experiência no circo encantado :

“no começo foi bem complicado, nós ficamos mais de um ano parados sem nenhuma apresentação, mas agora está voltando….teve uma época em que fizemos  lives e espetáculos drive in, tivemos que nos reinventar”

Já Jean chambre, conta que levou os shows para o desenho animado, que já conta com mais de 1 milhão de Views e está disponível em vários países:

” atualmente fazemos um trabalho iniciado pelos Trapalhões, que levavam o circo para a televisão”

 

Confira o bate-papo na íntegra:

https://www.youtube.com/watch?v=btDiVvMSpZE&feature=emb_title

 

Continuar Lendo

Variedades

A prática de Krav Magá nos grandes filmes da indústria

Publicado

em

Técnica é utilizada pelas vertentes da cultura pop e geek desde o início dos anos 2000

Com o avanço das tecnologias de filmes e videogames, os cenários fictícios estão cada vez mais verdadeiros. Os gigantes de bilheteria da Marvel, por exemplo, trabalham com efeitos especiais bem detalhados que oferecem aos críticos e aos fãs inúmeras cenas de luta e golpes totalmente reais.

Na criação desta nova onda cinematográfica, os stunts – dublês, em tradução livre – estão sendo cada vez mais procurados por roteiristas e diretores, e obtendo cada vez mais reconhecimento na indústria.

Para aplicar os golpes, o Krav Magá se tornou referência devido aos movimentos simples e rápidos que podem ser desempenhados por qualquer pessoa em qualquer idade.

“O Krav Magá não exige força física e se baseia nos movimentos naturais do corpo, com golpes curtos e rápidos que visam atingir os pontos sensíveis do corpo do oponente, sendo uma ótima opção para coreografar as cenas”, explica Avigdor Zalmon, presidente da Federação Internacional de Krav Magá.

Muitos sucessos de bilheteria no início dos anos 2000 já mostravam golpes de Krav Magá nos cinemas. Confira:

Nunca Mais (2002): Para interpretar uma esposa vítima de abusos e violência doméstica, Jennifer Lopez buscou aulas de Krav Magá para aprender movimentos de autodefesa. Ao ser questionada sobre a preparação física para o filme, a atriz ressaltou a confiança que as mulheres sentem ao praticar as aulas.

Busca Implacável (2008): O queridinho da Tela Quente apresenta o ator Liam Neeson no auge dos seus 56 anos utilizando movimentos de Krav Magá na maioria das cenas de luta. O sucesso do longa foi tão grande que garantiu mais outras duas sequências.

A Grande Mentira (2010): O filme foca na história de uma agente israelense do Mossad, interpretada por Jessica Chastain, que treinou os movimentos de Krav Magá durante 4 meses. Em entrevista, a atriz descreve a luta como uma forma de sobrevivência para conseguir se defender dos perigos e voltar para casa em segurança.

O Protetor (2014): Denzel Washington treinou com a unidade de elite da Marinha dos EUA para viver o personagem principal do filme. A maioria dos movimentos utilizava a prática de Krav Magá, as quais são facilmente reconhecidas em algumas cenas.

Splinter Cell – Conviction: A menção honrosa dos games vai para a Ubisoft, que em 2009 contratou um instrutor de Krav Magá para auxiliar no desenvolvimento das cenas de ação do jogo.

A Federação Internacional de Krav Magá realiza aulas híbridas e disponibiliza vídeos com aulas gratuitas em seu canal do YouTube e em suas redes sociais.

Através dos treinos da Federação Internacional de Krav Magá, o aluno aprende a se defender, superar o medo da violência e do bullying, recuperar sua autoestima e autoconfiança e andar mais seguro na rua.

 

Serviço
Federação Internacional de Krav Magá
https://www.kravmaga.org.br
Central de Atendimento (11) 97041-9797

Continuar Lendo

Destaque