Conecte-se conosco

Informação

Da bailarina Inês Bogéa, obras Contos do balé e Outros contos do balé têm lançamento em e-book

Published

on

Importantes e inesquecíveis momentos desta arte para celebrar o Dia Internacional da Dança

São Paulo, abril de 2021 – Dançar não se resume a simples movimentos, é preciso muita dedicação, conhecimento e estudo. As edições de Contos do balé e Outros contos do balé (SESI-SP Editora), da autora e bailarina de sucesso Inês Bogéa, que, agora, estão disponíveis na versão e-book, apresentam ao leitor grandes momentos com estrelas desta arte e são as indicações para celebrar o Dia Internacional da Dança (29 de abril).  

O lançamento destes títulos no formato digital é um convite para o leitor se inspirar e/ou criar outras maneiras de dançar. As obras fazem parte, ainda, do acervo doado pela Cosac Naify à SESI-SP Editora.  

CONTOS DO BALÉ 

Em Contos do balé, Inês Bogéa faz uma viagem pelo tempo, passando por cinco contos: A menina mal olhadaGiselleCoppéliaO lago dos cisnes e Petrouchka.  

Nesta obra, há informações sobre a origem das coreografias, curiosidades sobre as primeiras apresentações nas cortes e sobre os grandes artistas.  

As fotos também fazem parte da dança: são registros de momentos reais que, de outro modo, só existiriam na imaginação ou na memória de quem assistiu ao espetáculo. 

OUTROS CONTOS DO BALÉ 

Já Outros contos do balé traz histórias de cinco peças indispensáveis para qualquer companhia clássica: A sílfideO corsárioLa bayadèreO quebra-nozes e O pássaro de fogo.  

O livro apresenta, ainda, mais de 70 ilustrações, alguns passos e posições, quem são os profissionais da dança e um perfil das principais companhias de balé clássico do mundo. 

SERVIÇO:

Título: Contos do balé 

Autora: Inês Bogéa 

Editora: SESI-SP Editora   

Formatos disponíveis: Impresso e e-book  

Título: Outros contos do balé 

Autora: Inês Bogéa 

Editora: SESI-SP Editora   

Formatos disponíveis: Impresso e e-book 

SOBRE A AUTORA 

Inês Bogéa é diretora da São Paulo Companhia de Dança, doutora em Artes pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), bailarina, documentarista, escritora, professora no curso de especialização em Arte na Educação – Teoria e Prática, da Universidade de São Paulo (USP). Jurada técnica no quadro Dança dos Famosos do Domingão do Faustão. De 1989 a 2001, foi bailarina do Grupo Corpo, em Belo Horizonte. Foi crítica de dança da Folha de S.Paulo, de 2001 a 2007. Na área de arte-educação foi consultora da Escola Técnica Municipal de Teatro, Dança e Música Fafi (2003-2004) e consultora do Programa Fábricas de Cultura da Secretaria da Cultura do Governo do Estado de São Paulo (2007-2008). É autora de mais de 40 documentários sobre dança. 

SOBRE A SESI-SP EDITORA      

A SESI-SP Editora tem como ação principal organizar conhecimento nas áreas de cultura, educação, esporte, nutrição e saúde, cumprindo sua missão de apoiar a Entidade em seus mais diversos campos de atuação. Com mais de mil títulos em seu catálogo, em diferentes formatos (e-booksaudiobooks e impressos), tornou-se referência na edição de livros educacionais, infantojuvenis, de alimentação, de HQs nacionais e europeias, e de obras de interesse geral. Saiba mais em: www.sesispeditora.com.br.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Informação

Spark lança “Proposta”

Published

on

Faixa faz parte do Projeto Spark Trap 2021
 
Com um projeto de áudio e vídeo gravado por sua passagem no Brasil no começo do ano, com 10 faixas, Anderson Talisca, lança nesta sexta-feira “Proposta”. Com produção musical de Rafa Jah, a canção fala da proposta de um casal em fazer amor. E Talisca afirma: É uma das letras que mais gosto no projeto, é uma música bem swingada, pra dançar bastante. Além de toda malemolência que o Trap proporciona”.
Vale lembrar que, no começo do mês, o artista fez uma live em prol da APE(Associação dos Profissionais de Eventos) que conseguiu ajudar muitas famílias. Além de ter tido em 1h40 mais de 14 mil pessoas assistindo.


“Estou muito feliz com tudo que vem acontecendo no projeto. A live foi um sucesso e as músicas têm tido uma excelente aceitação do público. Em breve teremos ainda mais novidades”, completa Anderson Talisca.

Continue Reading

Informação

Dr. Bactéria Dicas

Published

on

Dr. Bactéria ensina como prevenir as doenças de Outono

No outono, iniciam os meses mais frios do ano. Nestes períodos existem características que justamente vão dar origem as chamadas “Doenças do Outono”.  Apesar do isolamento social ( que nem sempre é respeitado), menor ventilação de locais (transportes públicos, casas, escritórios, etc), maior taxa de poluição ambiental, baixa umidade relativa do ar, temperaturas mais baixas, menos exercícios físicos. 



“Níveis acima de 70% de umidade vão facilitar a produção de alimentos para ácaros (a poeira doméstica tem cerca de 80% de pele humana, esta umidade alta vai possibilitar uma farta alimentação para os ácaros e sua multiplicação). Como consequência, temos uma grande produção de bolotas de fezes que, vão dar origem a asma e rinite. Evitar umidificadores ambientais, toalhas molhadas nos quartos, bacias com água. Ar condicionado é muito bem vindo, pois retira umidade do ambiente”, explica Dr. Bactéria – o biomédico Roberto Martins Figueiredo.

Entre as outras dicas do Dr. Bactéria, por exemplo, para eliminar focos de bolores, a água sanitária tem um excelente efeito contra  bolores. Já os casacos de lã, edredons guardados deveriam ter sido lavados, muito bem secos e mantidos em sacos de TNT – tecido não tecido – se não foram mantidos desta forma devem ser lavados antes do uso.


Mais sugestões:

– Evitar bichinhos de pelúcia, livros antigos ou qualquer coisa que poderia guardar poeira nos quartos;

– Ar condicionado – embora seja indicado, não se esquecem de lavar os filtros quinzenalmente ( 15 em 15 dias), pelo menos, e abrir as janelas a maior parte do tempo possível;

– Exercícios físicos adequados e orientados tendem a aumentar a resistência e imunidade das pessoas. Não deixe de praticar.

–  Vacinação contra gripe – sobretudo para grupos de risco.

“São procedimentos não trabalhosos, mas que devem ser condicionados dentro de uma rotina diária para melhorar a qualidade de vida de toda família”, finaliza o biomédico Roberto.

Continue Reading

Informação

Mulheres assumem cabelos brancos na quarentena e a dermatologista Carla Bortoloto explica sobre os cuidados com esses fios

Published

on

O isolamento social, devido à pandemia, trouxe uma nova atitude às mulheres que nunca aceitavam seus cabelinhos brancos que insistem em nascer todos os meses: assumir estes fios sem coloração alguma!

Neste novo momento, as madeixas brancas e a fase de transição vieram sem culpa, trazendo o sentimento de que estão seguras e bonitas.

A causa do surgimento dos cabelos brancos em pessoas mais jovens é quase sempre genética. “Deve-se buscar alguma alteração metabólica no sentido nutricional. A baixa ingestão de cobre pode levar a um embranquecimento precoce dos cabelos, mas isso é raro. Alimentos que contêm cobre são os frutos do mar e o chocolate amargo”, explica Carla Bortoloto, médica especializada em Dermatologia clínica e cirúrgica, tricologista, professora da Pós-Graduação em Dermatologia das Faculdades BWS, Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia Clínico Cirúrgica (SBDCC) e da American Academy of Dermatology (AAD) explicar algumas dúvidas sobre cabelos brancos.

O cabelo branco aparece porque ocorre um fenômeno anatômico chamado apoptose, que é uma morte celular programada do melanócito (célula que produz a melanina, pigmento que dá a cor aos pelos e à pele).

O estresse, ao contrário do que se pensa, não apenas desencadeia o processo, mas também faz com que os cabelos caiam mais depressa. Como os cabelos brancos são mais espessos, eles demoram mais a cair, dando a impressão de que os cabelos ficaram mais brancos.

O sol piora a qualidade da proteína da qual é feito o cabelo. “Os brancos não têm a proteção da melanina, portanto sofrem mais ainda a agressão. Têm que ser protegidos com filtro solar e na piscina o cuidado é com o cloro e com o cobre na água que podem mudar um pouco a cor dos brancos (deixá-los mais amarelados). Portanto o ideal é usar uma proteção com silicone nas piscinas”, afirma Carla Bortoloto.

As diferenças raciais influenciam no surgimento dos cabelos brancos, mas dependem dos genes. Nos brancos a canície se dá entre 35 e 45 anos. Nos amarelos entre 45 e 55 e nos negros só depois dos 55 anos.

Para quem prefere não pintar, a indicação com os cuidados é utilizar sempre xampus especiais para cabelos brancos (que protegem contra o amarelamento e os mantêm mais brancos) e fazer uso de boas hidratações capilares. “Outro motivo do aspecto amarelado geralmente é devido à sujidade acumulada”, finaliza Carla Bortoloto.

Sobre a Dra.Carla Bortoloto

Médica especializada em Dermatologia clínica e cirúrgica, tricologista, professora da Pós-Graduação em Dermatologia das Faculdades BWS, Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia Clínico Cirúrgica (SBDCC) e da American Academy of Dermatology (AAD)

Continue Reading

Destaque