Conecte-se conosco

Variedades

A prática de Krav Magá nos grandes filmes da indústria

Publicado

em

Técnica é utilizada pelas vertentes da cultura pop e geek desde o início dos anos 2000

Com o avanço das tecnologias de filmes e videogames, os cenários fictícios estão cada vez mais verdadeiros. Os gigantes de bilheteria da Marvel, por exemplo, trabalham com efeitos especiais bem detalhados que oferecem aos críticos e aos fãs inúmeras cenas de luta e golpes totalmente reais.

Na criação desta nova onda cinematográfica, os stunts – dublês, em tradução livre – estão sendo cada vez mais procurados por roteiristas e diretores, e obtendo cada vez mais reconhecimento na indústria.

Para aplicar os golpes, o Krav Magá se tornou referência devido aos movimentos simples e rápidos que podem ser desempenhados por qualquer pessoa em qualquer idade.

“O Krav Magá não exige força física e se baseia nos movimentos naturais do corpo, com golpes curtos e rápidos que visam atingir os pontos sensíveis do corpo do oponente, sendo uma ótima opção para coreografar as cenas”, explica Avigdor Zalmon, presidente da Federação Internacional de Krav Magá.

Muitos sucessos de bilheteria no início dos anos 2000 já mostravam golpes de Krav Magá nos cinemas. Confira:

Nunca Mais (2002): Para interpretar uma esposa vítima de abusos e violência doméstica, Jennifer Lopez buscou aulas de Krav Magá para aprender movimentos de autodefesa. Ao ser questionada sobre a preparação física para o filme, a atriz ressaltou a confiança que as mulheres sentem ao praticar as aulas.

Busca Implacável (2008): O queridinho da Tela Quente apresenta o ator Liam Neeson no auge dos seus 56 anos utilizando movimentos de Krav Magá na maioria das cenas de luta. O sucesso do longa foi tão grande que garantiu mais outras duas sequências.

A Grande Mentira (2010): O filme foca na história de uma agente israelense do Mossad, interpretada por Jessica Chastain, que treinou os movimentos de Krav Magá durante 4 meses. Em entrevista, a atriz descreve a luta como uma forma de sobrevivência para conseguir se defender dos perigos e voltar para casa em segurança.

O Protetor (2014): Denzel Washington treinou com a unidade de elite da Marinha dos EUA para viver o personagem principal do filme. A maioria dos movimentos utilizava a prática de Krav Magá, as quais são facilmente reconhecidas em algumas cenas.

Splinter Cell – Conviction: A menção honrosa dos games vai para a Ubisoft, que em 2009 contratou um instrutor de Krav Magá para auxiliar no desenvolvimento das cenas de ação do jogo.

A Federação Internacional de Krav Magá realiza aulas híbridas e disponibiliza vídeos com aulas gratuitas em seu canal do YouTube e em suas redes sociais.

Através dos treinos da Federação Internacional de Krav Magá, o aluno aprende a se defender, superar o medo da violência e do bullying, recuperar sua autoestima e autoconfiança e andar mais seguro na rua.

 

Serviço
Federação Internacional de Krav Magá
https://www.kravmaga.org.br
Central de Atendimento (11) 97041-9797

Continuar Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Variedades

Rodrigo José lança disco e DVD em live

Publicado

em

Em versão acústica, você verá um Rodrigo José mais leve do que nunca!
O cantor e compositor Rodrigo José, um legítimo representante do chamado “brega-chique”, apresenta no dia 29 de novembro às 21h00, o lançamento do eu novo disco e DVD “Rodrigo José – Acústico”. A apresentação será transmitida exclusivamente em live no Facebook @rodrigojoseoficial.
Com arranjos acústicos, o cantor apresenta um formato, segundo ele, mais despojado e universal. A ideia é retratar a essência do seu estilo já característico de “big bands” e arranjos apurados em algo mais básico e simples. O trabalho é composto de canções autorais e releituras de grandes sucessos da música “verdadeiramente” popular brasileira, como defende o cantor.
Ao lado dos músicos: Rafael Francischangelis, no contrabaixo; Giovanni Bonfim, voz e violão; Maurício Gaspar no cajon; e Bruno Piapara, violão; Rodrigo José apresenta um trabalho mais leve do que nunca, como se estivesse na casa de amigos ou numa mesa de bar cantando ao som de violões.
“Certo dia em uma brincadeira num bar, ao som do violão, eu percebi que aquilo dava um caldo. A sonoridade do violão deixa as músicas mais universais. Facilita e simplifica tanto pra quem ouve, como para quem arrisca tocar um instrumento. Possibilita as pessoas tocarem nossas músicas em casa, no buteco ou na escola”, comentou.
Como sempre os “temas de amor” puxam a seleção das músicas. Rodrigo José traz releituras de músicas como: “Sonhei com você”, de Milionário e José Rico; “Garçom”, de Reginaldo Rossi, e até “Always On My Mind”, de Elvis Presley, como também de músicas autorais já conhecidas do público como: “Rosana”, “Filmes de Amor” e “Eu te amo”, que faz parte da trilha sonora da série “Eu, a vó e a boi” de Miguel Falabela na Globo. A gravação traz também a novíssima “Motorista de Aplicativo” que conta uma história inusitada vivida por um amigo do cantor.

O local de gravação da live será fechado,  contando com a presença de apenas alguns convidados, seguindo todos os protocolos de segurança contra a Covid-19. A produção tem patrocínio da Papirus, Supermercados São Vicente e MagSac, a realização é do PROAC – Programa de Ação Cultural, da Secretaria da Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.

Sobre Rodrigo Jose:

Durante muitos anos, as músicas mais populares eram encaradas como bregas ou cafonas, e desprezadas pelos formadores de opinião. A partir dos anos 1980, no entanto, isso começou a mudar, com essas canções com mensagens diretas e próximas do dia-a-dia de todos ganhando mais respeito e, também, maior qualidade técnica ao serem gravadas.

O cantor e compositor Rodrigo José é um fruto dessa evolução, considerado o novo rei do “brega-chique”, ou “chic 10”, expressão essa popularizada por ele e que dá nome à banda de apoio que o acompanha em sua trajetória musical.

Nos últimos anos, Rodrigo viu sua fama se expandir muito, graças a uma inusitada e inteligente releitura de clássicos da música brega como “Sorria, Sorria” (Evaldo Braga) e “Tenho” (Sidney Magal) com arranjos fortemente influenciados pelo soul, blues e rock da década de 1970.

Com um vozeirão e forte presença cênica, ele lançou dois álbuns e um DVD gravado ao vivo cuja ótima repercussão o levou a participar com destaque de programas de TV de alta popularidade como Domingão do Faustão, Altas Horas, Encontro com Fátima Bernardes, The Noite, Raul Gil, Domingo Espetacular e vários outros. O artista ainda protagonizou matérias de importantes revistas, jornais e portais de internet.

Além disso, a canção “Eu Te Amo” foi incluída na trilha sonora do filme “Jeitosinha” (2017), de Sérgio Lacerda e Johil Carvalho. De quebra, nada menos do que 12 gravações suas entraram na trilha da série global “Eu, A Vó e o Boi” (2019), de Miguel Falabella.

Serviço:
Live Rodrigo José Acústico
Dia 29/11 às 21h00

Exclusivo no Facebook @rodrigojoseoficial

Continuar Lendo

Variedades

O cantor e compositor Diogo Bueno lança o samba “DOIS”

Publicado

em

Diogo Bueno, um jovem gaúcho que aportou na cidade do Rio de Janeiro ainda na infância, passou a compor e a cantar aos dezessete anos de idade, inspirado em Chico Buarque, Caetano Veloso e Djavan. O compositor  busca também  a inspiração no dia a dia, na literatura, nas pessoas que percebe e em tudo que está ao seu redor. A maioria de suas composições fala de amor e dos relacionamentos interpessoais, mas também escreve fazendo críticas, obrigando um olhar mais apurado frente aos problemas sociais, como é o caso da música Alice e Mundo Cão, ainda não  lançada. 
 
No dia 19 de novembro de 2021, o artista lançará o single “Dois”, um samba, “tipo canção”, inspirado em trabalhos antigos de ícones, como Noel Rosa, Cartola, Dalva de Oliveira. O artista aborda os desencontros e a busca por um amor idealizado.  A música tem por base a simplicidade, a leveza, mas a letra é marcante, pois apesar da pouca idade, o artista transita por esse universo “sui generis” : o de grandes compositores que acreditam na sonoridade e ritmos diversos, bem como na forma estilística ou até mesmo despojada na oralidade empregada, sendo a última escolhida para esse trabalho.   
 
Ele  convidou a cantora e compositora Jade Guedes, amiga desde a adolescência e que sempre o incentivou,  com  dueto em algumas apresentações em bares e saraus no início da carreira, e participando de uma banda, ambos como vocalistas. Jade tem uma linda voz e suave, o que  tornou a música ainda mais bonita. 

Diogo, após participar de uma seleção da  Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, em parceria com o Centro da Música Carioca Artur da Távola e o  Estúdio Posto 9, recebeu de forma gratuita a gravação e mixagem do referido single. Ele concorreu com centenas de artistas talentosos e foi selecionado, motivo pelo qual teve muito zelo e amor à nova obra. Contou com a colaboração do técnico de gravação, Fabrício de Oliveira, do Estúdio Posto 9 e  de três  talentosos músicos: Paulo Cioli, Rodrigo Miguez e Rafael Menezes.

Para concretizar “DOIS”, o  artista não apenas viajou pelo passado, mas também através dos trabalhos de  Chico Buarque, Mart’nalia e Marcelo Camelo, grandes inspirações.  A criatividade aflorou e  de uma forma singela, nasceu  um samba despretensioso, acanhado, mas sem perder a essência, como podemos observar na letra:

“Há beleza na tristeza
E nos Carnavais
Que você traz

Já não me importo mais
Vivo assim
Sem me queixar

Dois pra lá
E dois pra cá
Na corda bamba

O mundo é tão difícil
O peito, um precipício
Oh, Deus! Isso não vai prestar

E o que eu fiz de errado
Só querer do lado
Alguém que vale a pena amar ”

E assim podemos imaginar uma cena de amor ou despedida, a música “DOIS” permite finais diferentes.

Diogo Bueno ganhou destaque como cantor e compositor em 2019, quando lançou seu primeiro EP” AVANTE”, apresentando ritmos variados e uma sonoridade bem brasileira. São  cinco faixas: Lágrima, Sou, O Sonho,  Au Revoir e Ócio,  que  demonstram a diversidade musical. O trabalho foi  lançado em 2019, produzido por Rodrigo Miguez, do Estúdio MIRA e contou com a colaboração de grandes músicos, como Arãm Vallejo, Felipe Lomar, Thales Zagalia, Jonathan Panta, Lucas Assumpção, Ramon Elias e Raphael Sena. Ainda, nas músicas “Sou”  e “Au Revoir”,  Diogo contou com as participações dos amigos e cantores, Rodrigo Miguez e Victor Mus, respectivamente.

Diogo Bueno, desde cedo,  acredita  no “do it yourself”, por isso, em 2016 , idealizou o “Projeto Vitrola” que completou cinco anos , visando reunir artistas independentes , promovendo eventos e criando séries. Há dois anos criou o  “Vitrola Sessions” que divulga os lançamentos de artistas iniciantes, ou que ainda não têm visibilidade na mídia.  É um dos idealizadores do projeto “Somaê” e coprodutor  do Projeto  “Eu,Compositor” que apresenta novos talentos da MPB.

“Dois” estará nas plataformas digitais no dia 19, mas você poderá fazer o pré-save, acessando o link https://onerpm.link/849597994048

 
https://www.instagram.com/diogobuenomusica/

https://www.facebook.com/diogobuenomusica

https://open.spotify.com/artist/1e184sPcX1OPczAIDVxbZ3  

DOIS – FICHA TÉCNICA

Fotógrafo: Brandon Barcellos
Capa: Denise Aldabe
Produção Musical: Diogo Bueno
Técnico de gravação: Fabrício de Oliveira
Participação: Jade Guedes
Músicos convidados: Rodrigo Miguez
Paulo Cioli
Rafael Menezes

Continuar Lendo

Variedades

PARA CELEBRAR A RETOMADA DO TURISMO NO RIO DE JANEIRO O CDESIGN HOTEL

Publicado

em

FAZ SUA PRIMEIRA FESTA DE HALLOWEEN NO DIA 06 DE NOVEMBRO

O CDesign Hotel é um hotel premiado por sua beleza arquitetônica em plena praia do Recreio dos Bandeirantes, com reconhecimento no Brasil e no exterior, possui ainda em seu estilo lifestyle  uma pegada de resort urbano,  fazendo com que o hóspede viva a essência da experiência e não a experiência tradicional da hotelaria, um verdadeiro refúgio no Rio de Janeiro em um ambiente muito arejado e em contato direto com a natureza, justamente por estar à beira-mar.
Com a retomada do turismo na cidade do Rio de Janeiro o CDesign realiza sua primeira festa de Halloween no próximo sábado, dia 06 de novembro á partir das 19h, em sua cobertura cinematográfica e anuncia seu calendário mensal de festas temáticas, shows e espetáculos para 2022. Para você que busca uma interação de forma segura, o CDesign Hotel oferece aos seus hospedes e clientes, espaços arejados e ao ar livre onde você pode se divertir com toda segurança, mantendo o distanciamento social, local higienizado e colaboradores testados de forma regular.
Para estrear com o pé direito, escolhemos o tema Halloween, pois é um tema que brinca com o teatro, TV e cinema, trazendo uma experiência bem lúdica ao público, com apresentações cênicas e para que essa festa fique na lembrança trouxemos um time de profissionais renomados.
A decoração ficará por conta do Carlos Lamoglia, que atua há mais de 20 anos na área, o som que irá embalar nossa noite e o show pirotécnico luzes que irão dar vida ao evento, serão operados pelo DJ Braga, Marcílio Barreto que será o responsável pelas caracterizações, trazendo uma experiência única aos nossos convidados, o chef Francisco Narciso ira preparar um cardápio pra lá de especial, tudo preparado com muito amor e carinho para receber os hóspedes e os clientes. Toda a produção da festa é assinada pela Dellas Produções e Eventos, empresa que já produziu peças de teatro, filmes e festivais internacionais. Com certeza será uma noite inesquecível sob a gestão hoteleira da IBK Hotelaria de Marcello Iablonski.

SERVIÇO
Festa de Halloween
Dia 06/11/2021
Pacotes à partir de R$ 644,00 + taxas
Individual R$ 150,00
Para informações de reservas e valores: reservas@cdesignhohotel.com.br
Endereço: Av. Lúcio Costa, 17360 – Recreio Dos Bandeirantes, Rio de Janeiro

Continuar Lendo

Destaque