Conecte-se conosco

Cultura

A Herança de Lucca

Published

on

Continuação do romance “A Gôndola Vermelha”, livro é um passeio pela volúpia da Veneza do Século XVII

Os leitores do livro de estreia da jornalista e escritora Andreia Salles podem finalmente vencer a fase do luto e entrar de cabeça e alma no segundo livro da série, “A Herança de Lucca”. Ela retoma a história de amor iniciada em “A Gôndola Vermelha” com mais capítulos repletos de aventuras amorosas em uma Veneza que usa máscaras, permeada por disputas de poder, passeios históricos pela Itália do século XVII e desfechos surpreendentes. Desta vez, com novos personagens a passear pelo script.

Após uma virada emocionante, ao estilo dos grandes romances, a nova jornada conduz o leitor por lugares como Florença e Nápoles, onde serão conhecidos novos personagens e um estilo de vida completamente diferente. Mas o passado insiste em bater à porta, na pessoa de Paola, a sempre divertida e sarcástica amiga aristocrata, que leva a história de volta a Veneza, cercada de medos.

“É perfeitamente possível visualizar cada cena, conhecendo ou não os meandros dos canais por onde as gôndolas continuam seu trajeto. Esse passeio cenográfico não deixa de ser também um profundo mergulho na alma dos personagens, e a volúpia tão marcante em ‘A Gôndola Vermelha’ retorna inesperadamente”, disse o romancista e prefacista do livro, Leandro Mazzini, que finaliza seu comentário constatando: “As águas de Veneza são milenares, misteriosas, guardam segredos e trazem revelações, quando querem. E Andreia Salles sabe navegar por elas com elegância.”

A perspectiva de uma reparação à nova geração une os personagens de forma definitiva, no enfrentamento de seus maiores fantasmas. É absolutamente irresistível se juntar ao grupo nessa jornada e revisitar o poder do amor.

Lançamento do livro A HERANÇA DE LUCCA

(Série: A Gôndola Vermelha)

Data: 10 de março

Local: www.agondolavermelha.com

Disponível: Amazon.com.br e Clube de Autores

Breve: Livrariacultura.com, Apple, Google Play, Estante Virtual, Americanas.com, Mercadolivre.com e Submarino

Autor: Andreia Salles

Páginas: 242

Preço estimado: R$ 20,00 (Ebook)/ R$ 44,00 (Impresso)

Instagram: https://instagram.com/agondolavermelha

Site: www.agondolavermelha.com 

Facebook: https://facebook.com/agondolavermelha

Sinopse: Veneza, 1616. Uma das maiores fortunas da Sereníssima República vira alvo de disputa pública entre um herdeiro aparentemente legítimo e uma amante ambiciosa. Mas o que está em jogo é muito mais do que dinheiro, já que as famílias nobres de Veneza não passam apenas a fortuna para os descendentes. O herdeiro também recebe um prestigiado assento no Conselho Maior, instituição responsável pelas decisões políticas da República, e que tem ainda mais poder do que o próprio Doge. Tudo isso em meio a uma aventura por toda a Península Itálica, recheada de momentos de amor e desejo intensos, e com revelações surpreendentes envolvendo os personagens de “A Gôndola Vermelha”.

Sobre o autor: Andreia Salles é uma apaixonada por Veneza. Em paralelo às atividades como profissional de comunicação corporativa, que exerce desde 1993, ela estuda a vida e a sociedade dos tempos da Sereníssima República de Veneza (‪697-1797), quando os doges comandavam a política e a economia da região. Apontada como um dos 350 profissionais de Public Relations mais influentes do mundo, pelo PRWeek Power Book, por dois anos consecutivos, em 2016 e 2017, a jornalista e empresária, que é pós-graduada em Jornalismo Digital pela ISE/IICS (Universidad de Navarra/Harvard School of Business), coleciona viagens pela cidade e escreve o romance trilogia baseado em tudo que leu, viu, ouviu e sentiu sobre Veneza.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cultura

Série de lives “Diálogos – Garantido Pela Cultura do Brasil” recebe o presidente da Estação Primeira de Mangueira, Elias Riche, dia 15 de maio

Published

on

Bate-papo será conduzido pelo presidente do Boi Garantido, Antônio Andrade Barbosa, com mediação do jornalista Daniel Castro

Associação Folclórica Boi Bumbá Garantido dá sequência, no dia 15 de maiosábado, ao projeto “Diálogos – Garantido Pela Cultura do Brasil”série de lives reunindo lideranças dos maiores grupos culturais do país, para debater o impacto e as perspectivas da cultura neste cenário.

Após as participações de João Jorge Santos Rodrigues (presidente do Olodum) e de Biza Vianna (presidente do Centro Afro-Carioca), o terceiro encontro do projeto trará um bate-papo entre o presidente do BOI GARANTIDOAntônio Andrade Barbosa e o presidente da Estação Primeira de Mangueira, Elias Riche. A mediação da live, que ocorre a partir das 20h (horário de Brasília), é do jornalista Daniel Castro.

Na live, que poderá ser assistida nos canais do YouTube do Garantido (youtube.com/garantido) e da Estação Primeira de Mangueira (youtube.com/estacaoprimeirademangueira), os presidentes irão trocar ideias e propor soluções para o enfrentamento do momento atual pela qual passam essas duas grandes instituições culturais brasileiras, por conta da pandemia da Covid-19, que praticamente paralisou os segmentos da cultura e dos grandes eventos.

A série, que tem por objetivo valorizar o trabalho árduo dos profissionais da cultura e discutir propostas e soluções para o setor, contará ainda nas próximas semanas com novos convidados representantes de grupos e entidades culturais de várias regiões do país, com reconhecimento nacional e internacional.

SERVIÇO

Diálogos – Garantido Pela Cultura do Brasil

Com Antônio Andrade Barbosa (presidente do Boi Garantido) e Elias Riche (presidente da Estação Primeira de Mangueira)

Dia 15 de maio, sábado

Horário: 20h (horário de Brasília)

Mediação: Daniel Castro

Transmissão: Canais no YouTube do Garantido (youtube.com/garantido) e da Estação Primeira de Mangueira (youtube.com/estacaoprimeirademangueira)

Continue Reading

Cultura

Teatro a distância: espetáculo “Cantos de Xícaras” está em cartaz na Cora Residencial Sênior

Published

on

Apresentações online acontecem em todas as unidades. Enredo aborda memórias e afetividade. 

Na Cora Residencial Senior, os residentes vivem novas experiências, com muita segurança, mesmo durante a pandemia. Desde março, está em cartaz, com transmissão online, o espetáculo teatral “Cantos de Xícaras” nas unidades Jardins, Higienópolis, Tatuapé, Ipiranga e Campo Belo.

“A iniciativa cultural da Cora é um sucesso e tem gerado reverberações incríveis por toda a nossa comunidade. Somos todos tocados de alguma forma. Após cada transmissão, promovemos um momento de conversa, onde podemos trocar experiências e reflexões. Ao final de cada apresentação, a atriz envia uma mensagem personalizada aos residentes, fazendo com que a experiência seja tão real e palpável, como se estivéssemos dentro do teatro”, afirma Guilherme Almeida, artista educador da Cora Residencial Senior.

“A peça me trouxe muita felicidade, porque me fez retornar ao meu passado, à minha adolescência.  Eu senti que todo o grupo se sentiu representado nas histórias das xícaras. Eu, por exemplo, me lembrei de quando era jovem e recebia visitas em casa. Eu tinha um aparelho e um carrinho de chá que ficavam na sala de visita, porque, naquele tempo, não era comum você oferecer um cafezinho para a visita. O mais usual era você oferecer um chá, acompanhado de bolo e biscoitos amanteigados, e a peça me trouxe essa recordação”, conta, emocionada, a residente Ana Guidi, de 79 anos.  

As boas lembranças do passado também foram experimentadas pela residente Arlette Salles, de 85 anos. “Me lembrei de quando meus tios e tias nos visitavam e ficavam ali tomando chá com meus pais. Me lembrei de um jogo de xícaras de porcelana que meu marido amava. Eu agradeço por esses momentos de alegria e boas lembranças da minha família. Me trouxe uma emoção tão grande que estou emocionada até agora.” 

A peça “Cantos de Xícaras” conta a história de uma xícara centenária que decide compartilhar com o público suas experiências, promovendo reflexões sobre vida, tempo e existência. O espetáculo tem produção de Ana Elisa Mello e Samya Enes, com direção, dramaturgia e interpretação de Helena Miguel.  


Sobre a Cora Residencial SeniorA Cora foi criada em 2015, com o objetivo de revolucionar o conceito de instituição de longa permanência, rompendo com o antigo modelo de casas de repouso. Atualmente com cinco unidades, está presente em bairros com localizações estratégicas na cidade de São Paulo. Cora é referência em cuidado aos idosos, oferecendo equipes de assistência multidisciplinar, estruturas completas, segurança e socialização para maiores de 60 anos. O atendimento nas unidades diferencia-se por proporcionar cuidado, afeto e atenção profissional para o bem-estar e qualidade de vida dos idosos. 

Continue Reading

Cultura

Japan House São Paulo

Published

on

A Japan House São Paulo informa que reabrirá as portas da sua sede, localizada na Avenida Paulista, 52, a partir do dia 01 de maio. Com horário de funcionamento reduzido para cinco horas diárias, das 11h às 16h, de terça-feira a domingo, a instituição seguirá atuando em conformidade com as orientações da Organização Mundial da Saúde, Ministério da Saúde e Secretarias Estadual e Municipal de Saúde visando contribuir para a não disseminação da Covid-19.

As lojas SHIN, Furoshiki e o Café Sabor Mirai, localizadas dentro da Japan House São Paulo, acompanham a data de abertura e horário de funcionamento a partir do dia 01 de maio. Para informações sobre o restaurante Aizomê (reservas e horários) consulte www.aizome.com.br .

Seguindo todos os protocolos de segurança, a visitação permanece livre e gratuita, e agora com capacidade de público limitada a 25%. Com a conquista do selo Safeguard, da Certificadora Internacional Bureau Veritas, que atesta a implementação de rígidos padrões de higiene e medidas de proteção de segurança sanitária, continuam em vigência a obrigatoriedade do uso de máscaras pelos visitantes e colaboradores; disponibilização de dispensers de álcool em gel em vários pontos; tapetes desinfetantes no acesso à instituição; aferição de temperatura corporal de todos os visitantes; demarcações no chão para garantir o distanciamento social de 1,5 metro; aumento na frequência da higienização de todos os ambientes; apresentação das medidas de segurança por meio de vídeo e QR Code.

Os espaços expositivos reabrem com as mostras “DŌ: o caminho de Shoko Kanazawa” e “Embalagens: designs contemporâneos do Japão” e há duas formas de programar a visitação: por meio de reserva online pelo site https://agendamento.japanhousesp.com.br/; ou diretamente na instituição, conforme ordem de chegada. Além disso, a instituição mantém a programação nas plataformas digitais (site, facebook, instagram, twitter e podcast) para compartilhar com o público as diferentes vertentes do Japão. Para acompanhar as novidades, basta acessar as redes sociais @JapanHouseSP ou pela #JHSPONLINE.

Reabertura Japan House São Paulo

Dia 01 de maio de 2021

Avenida Paulista, 52

Horário de funcionamento: Terça-feira a domingo

Horário: das 11h às 16h

Entrada livre e gratuita

Para informações e reserva online antecipada:: https://agendamento.japanhousesp.com.br/

Confira as mídias sociais da Japan House São Paulo:

Site: www.japanhouse.jp/saopaulo  

Instagram: @japanhousesp 

Twitter: //twitter.com/japanhousesp 

Youtube: www.youtube.com/japanhousesaopaulo 

Facebook: https://www.facebook.com/JapanHouseSP

LinkedIn: https://www.linkedin.com/company/japanhousesp 

Sobre a Japan House São Paulo (JHSP):

A Japan House é uma iniciativa com a finalidade de divulgar os diversos atrativos, atividades e medidas governamentais do Japão, ampliando o conhecimento de toda a comunidade internacional referente à cultura japonesa. Inaugurada em 30 de abril de 2017, a Japan House São Paulo foi a primeira a abrir as portas, seguida por Londres (Inglaterra) e Los Angeles (EUA). Atua como plataforma pública na geração de oportunidades de cooperação e intercâmbio entre o Japão e o Brasil, nas mais diversas áreas como artes, negócios, esportes, design, moda, gastronomia, educação, turismo, ciência e tecnologia. Apresentando o Japão, promove exposições, seminários, workshops e inúmeras outras atividades em sua sede, em outros espaços e digitalmente. Em fevereiro de 2020, a Japan House São Paulo alcançou a marca de 2 milhões de visitantes, sendo considerada uma das principais instituições culturais da Avenida Paulista. Desde abril de 2020, a instituição possui a Certificação LEED na categoria Platinum – o mais alto nível de reconhecimento do programa – concedida a edificações sustentáveis.

Continue Reading

Destaque