Connect with us

Hora de notícia

Special Olympics – Uma história contada por mulheres

Published

on

A instituição mundial sem fins lucrativos relembra sua história, contada através da história de suas mulheres, desde a sua fundação

Nesse mês de março, a Special Olympics Internacional faz homenagem às diversas mulheres de sua história, afinal, o que começou com a visão de uma mulher, evoluiu para um movimento global que atende hoje mais de seis milhões de pessoas com deficiência intelectual, em 200 países.

Em 1968, Eunice Kennedy Shriver – irmã do 35° presidente dos Estados Unidos John F. Kennedy Jr – fundou a Special Olympics Internacional para dar oportunidade às pessoas com deficiência intelectual por meio do esporte, com a filosofia do desenvolvimento do indivíduo e de sua sociedade. Desde então, atletas com níveis diferentes de habilidade, participam de diversas competições, em todas as regiões do mundo, durante todo o ano.

Nascida em Brookline, Massachusetts, EUA, Eunice é a quinta filha entre nove irmãos, dentre eles Rosemary, com deficiência intelectual. O esporte, sempre presente na vida da família, unia a todos e, juntas, Rosemary e Eunice nadavam, esquiavam, jogavam futebol e outros esportes, mas haviam opções limitadas para a irmã. Eunice, que se tornou atleta na faculdade, percebeu que o esporte poderia ser um terreno fértil e comum para unir as pessoas e, então, começou sua luta pela inclusão.

Em 1962, a fundadora da Special Olympics convidou jovens e adultos com deficiência intelectual para um acampamento em seu quintal – evento chamado de Acampamento Shrive, com o objetivo de explorar as habilidades dos participantes. O evento tomou corpo e, em 1968, aconteceram os primeiros Jogos Olímpicos Especiais Internacionais, em Chicago-EUA.

Pelo site do movimento global, é possível acompanhar tal homenagem, “As Olimpíadas Especiais têm o compromisso de promover a igualdade de gênero e empoderar mulheres e meninas por meio de competições esportivas e de oportunidades em todo o mundo”, afirmam.

No Brasil
Há três décadas no país, as Olímpiadas Especiais contam com uma rede de voluntários em todos os nove estados que atuam. É através do trabalho de professores, educadores, técnicos e profissionais da saúde que o movimento se mantém ativo e com todos os cuidados que necessita para acontecer.

Thais Qualio Ferreira Camargo, voluntária de Vinhedo-SP, começou sua caminhada nas OEB em 1999, nos Jogos Estaduais de SP. Ingressou sendo auxiliar técnica de handebol, vinda de uma instituição parceira, de lá pra cá já teve oportunidade de participar de outros momentos e funções, sendo árbitra, staff, técnica, delegada e chefe de delegação. “Passei por momentos incríveis e inesquecíveis, mas acho que um dos mais marcantes foi durante os Jogos Nacionais em Sorocaba/Votorantin. Todos estavam reunidos no campo aguardando o sorteio para os Jogos Mundiais da Irlanda. Eu não estava acompanhando nenhuma delegação e, por isso, não estava envolvida diretamente com os atletas, mas quando os nomes começaram a ser sorteados pude ver a emoção, alegria e euforia tomar conta dos atletas e isso não tem preço”, declarou.

Para Raphaela Maria Fantin, de Curitiba-PR, não foi diferente. Ela ingressou no movimento em 2006, como técnica voluntária de jogos locais. Em 2014, iniciou sua capacitação junto as OEB e aí alavancou sua rede local, levando mais modalidades para a cidade, fortalecendo parcerias, eventos interestaduais e outros. “Meu primeiro contato, é o mais marcante. Eu ainda era estudante e vivenciei, junto aos atletas, vitórias e derrotas, tive um amadurecimento profissional do que diz respeito às pessoas com deficiência, vi a superação de cada um”, relatou Raphaela.

Se a jornada como voluntária vale a pena, Thais responde. “O mundo pode ser mais fácil, divertido e colorido quando você conhece uma pessoa com deficiência e dá a ela a oportunidade de mostrar todo o seu potencial”.

OLIMPÍADAS ESPECIAIS BRASIL
Projeto global sem fins lucrativos, a Special Olympics é um movimento mundial centrado no desporto, fundado em 1968 por Eunice Kennedy Shriver – irmã do 35° presidente dos Estados Unidos John F Kennedy. Trata-se de uma organização internacional criada para apoiar pessoas com deficiência intelectual a desenvolverem a sua autoconfiança, capacidades de relacionamento interpessoal e sentido de realização por meio do esporte.
Acreditada pela Special Olympics International, as Olimpíadas Especiais Brasil atuam nas seguintes modalidades esportivas: atletismo, águas abertas, basquete, bocha, ciclismo, futebol, natação, handebol, ginástica rítmica, tênis, tênis de mesa, vôlei de praia e judô, além dos Programas: APLs (Atleta Líder), Escolas Unificadas, Atletas Saudáveis, Atletas Jovens, MATP (Programa de Treinamento em Atividade Motora) e Famílias. Tendo o país quase seis milhões de pessoas com deficiência intelectual, as Olimpíadas Especiais Brasil possuem 32 mil atletas treinando e 25 mil competindo durante todo o ano.

Filosofia
A Special Olympics tem como filosofia dar oportunidade a todos os atletas, independente do nível de habilidade, promovendo diversas competições, nas mais diferentes regiões do mundo, durante todo o ano. O programa é conduzido por voluntários e por meio de treinamentos esportivos e competições de qualidade, melhora a vida das pessoas com deficiência intelectual e, consequentemente, a vida de todas as pessoas que as cercam.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Hora de notícia

Grupo Educacional Bom Jesus celebra a data com missa on-line e ao vivo no dia 8 de maio

Published

on

Celebração intitulada “Mãe, nos bons caminhos você está presente”, será transmitida às 10h30 pelo canal do YouTube do Grupo

O Grupo Educacional Bom Jesus vai realizar no dia 8 de maio (sábado), às 10h30, uma missa para celebrar o Dia das Mães (comemorado no dia 9). A celebração (on-line e ao vivo) será aberta ao público, que pode assisti-la remotamente acessando o canal do Grupo no YouTube ou por meio deste link.

A missa será celebrada pelo presidente do Grupo Educacional Bom Jesus, Frei João Mannes, e pelo vice-presidente, Frei Mário José Knapik.

Apesar de todas as limitações que a pandemia impôs neste ano e também no ano de 2020, o Bom Jesus considera que não se pode deixar de lado uma data tão importante. Por isso, decidiu realizar a missa de maneira totalmente on-line, em respeito a todos os protocolos sanitários vigentes. O objetivo é evidenciar as mães como figuras fundamentais para as boas escolhas e agradecer cada uma por todos os momentos de auxílio, carinho e proteção que contribuem para que todos sigam sempre por bons caminhos. 

AGENDA:

O quê: Missa das Mães

Quando: 8 de maio (sábado) 

Horário: 10h30 

Transmissão:

Canal do YouTube do Grupo Educacional Bom Jesus: 

Clique aqui para acessar a live.

Continue Reading

Hora de notícia

iFood amplia formas de pagamento com PIX

Published

on

Usuários do aplicativo poderão realizar pagamento dos pedidos também com chave do PIX

São Paulo, 06 de maio de 2021 – A partir de hoje, o iFood amplia a cobertura do meio de pagamento PIX para seus usuários. A novidade faz parte da estratégia da plataforma para deixar a vida de seus consumidores mais prática, cômoda e segura, acompanhando a inovação e digitalização dos meios de pagamentos, cada vez mais presente na rotina dos brasileiros. 

O Pix traz mais praticidade para os consumidores que usam a plataforma e funciona como uma chave para pagamento com liquidação instantânea,  a partir da estrutura do Banco Central. Os bancos como Bradesco, Santander, Itaú, C6, Nubank, Branco do Brasil, Caixa Econômica e PicPay já utilizam a transação sem qualquer custo para o cliente. 

“Como referência no setor, estamos sempre buscando novas alternativas para facilitar a vida de todo nosso ecossistema, tanto parceiros como usuários e investido cada vez mais em inovação. Além disso, o Pix chega também para possibilitar o acesso daqueles que não possuem cartões de crédito ou não querem comprometer seus limites” , comenta Mauro Piazza, Diretor de Produtos do iFood. 

Para utilizar o meio de pagamento no iFood é fácil: basta selecionar a opção, sem necessidade de cadastro prévio e um código será gerado. Após copiá-lo, o cliente deverá entrar no banco de sua chave Pix e finalizar a transação, acessando “código QR ou QR code” e inserindo o código na função “Copia e Cola”. O consumidor terá 5 minutos para fazer a conclusão e então ele será enviado à loja. Caso o pagamento não seja efetuado, o pedido ficará como ‘não realizado’. Para usar um novo meio de pagamento o consumidor terá que realizar o pedido novamente.

O meio de pagamento estará disponível nas cidades de Campinas, Curitiba, Recife, Porto Alegre, Goiânia, Guarulhos, Salvador, Ribeirão Preto, Santo André, Maceió, Londrina, Florianópolis, Niterói, São Bernardo do Campo, João Pessoa, Belém, Uberlândia, Campo Grande, Manaus, Maringá e Natal. A expectativa é atingir todas as regiões do Brasil nas próximas semanas. 

Sobre o iFood

O iFood, referência em delivery online de comida na América Latina, tem 60 milhões de pedidos mensais. Há dez anos no mercado, a empresa de origem brasileira está presente também na Colômbia. Atua junto aos parceiros com iniciativas que reúnem inteligência de negócio e soluções de gestão para os cerca de 270 mil restaurantes cadastrados em mais de mil cidades em todo o Brasil. O iFood conta com importantes investidores, como a Movile, líder global em marketplaces móveis, e a Just Eat, uma das maiores empresas de pedidos online do mundo.

Continue Reading

Hora de notícia

Como manter as pelúcias limpas?

Published

on

O cuidado rotineiro ajuda a prevenir alergias

A pelúcia é um item comum em muitas residências, seja para crianças, jovens ou adultos. O acúmulo de poeira e a manipulação dos bichinhos, entretanto, podem ocasionar a proliferação de ácaros, atrair traças e até mesmo gerar doenças respiratórias.

Alexandre Diniz, diretor executivo da Quality Lavanderia, alerta que o ideal é que a higienização seja feita ao menos uma vez por mês em caso de contato frequente da pelúcia, por exemplo as pelúcias que são usadas para brincar. As pelúcias que são usadas pelas crianças no dia a dia, além do pó, acabam tendo acúmulo também de outras sujidades, como por exemplo saliva.  Já as pelúcias que ficam como enfeites, o ideal é que sejam higienizadas a casa três meses. Mesmo assim, ele orienta a sempre usar um tecido para retirar o acúmulo de pó.

“Por isso a higienização correta e periódica é muito importante. Em conjunto, há os cuidados em casa, realizando a manutenção dessa lavagem”, comenta Diniz. É importante lavar as pelúcias no tempo indicado e da maneira correta para que a cor, o vigor, a integridade das fibras e a beleza da pelúcia durem mais tempo.

“Os cuidados dos profissionais de lavanderias possibilitam uma limpeza completa e adequada a esse item, podendo ser com a lavagem tradicional ou a seco, tudo depende do tipo de pelúcia”, conclui.

Sobre a Quality

Modelo de lavanderia consolidado há mais de 20 anos no mercado, a Quality é uma marca premiada, recebeu 14 Selos de Excelência da ABF. As lojas possuem equipamentos de alta tecnologia, performance e produtividade, trabalha com produtos e soluções que preservam o meio ambiente. É uma lavanderia completa, com qualidade diferenciada de atendimento e de serviços prestados. A Quality é especialista na limpeza de roupas e itens da casa e tem “prazer em cuidar bem” dos clientes, de suas roupas e do meio ambiente. “Quality combina com você” reforça os cuidados da marca no mix de moda e refinamento com diferentes tipos de estampas e tecidos, serviço de alto padrão e com o estilo dos clientes por todo país. Saiba mais: www.qualitylav.com.br.

Continue Reading

Destaque

Copyright © 2021 ocimar.com. Todos os direitos reservados.